Outras inaugurações do metrô SP serão adiantadas

Depois das críticas pelo atraso de quase quatro anos na entrega das Estações Luz e República, o governo de São Paulo quer adiantar a inauguração da segunda fase da Linha 4-Amarela.

AE, Agência Estado

16 de setembro de 2011 | 11h09

Pelo cronograma oficial, as Estações Fradique Coutinho (em Pinheiros) e Oscar Freire (nos Jardins) ficam prontas em 2014, mas o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, acredita que o prazo vai ser menor. "Estamos querendo entregar no segundo semestre de 2013. A Fradique Coutinho é a que está mais adiantada."

No primeiro semestre de 2014, antes da Copa do Mundo, a ideia é entregar pelo menos mais uma estação do mesmo ramal, a São Paulo-Morumbi. Depois da Copa, Higienópolis-Mackenzie e Vila Sônia. A extensão para Taboão da Serra, na Região Metropolitana, só deve ter as obras iniciadas até 2015.

Guarulhos

Outra possibilidade em estudo pelo governo é a de prolongar a Linha 4-Amarela até Guarulhos. Para isso, o ramal primeiro teria de ser prolongado até o Pari e, de lá, até o "coração da cidade de Guarulhos", como afirmou Jurandir Fernandes.

O plano de expansão da Linha 4-Amarela é uma alternativa à Linha 19-Celeste, uma das apostas do Metrô para fazer a ligação Pari-Guarulhos. Nenhuma das obras tem projeto até agora.

Nenhuma estação está prevista para ser inaugurada no ano que vem. Em 2013, o governo promete inaugurar a Estação Adolfo Pinheiro da Linha 5-Lilás e duas estações de monotrilho no ramal entre a Vila Prudente e a Cidade Tiradentes, na zona leste da capital paulista, tratado pelo Metrô como um prolongamento da Linha 2-Verde.

Tudo o que sabemos sobre:
metrôSPoutras inaugurações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.