Passageiros voltam a incendiar trem com pane no Rio

Depois de aguardarem por cerca de 20 minutos dentro da composição na Estação São Francisco Xavier, sem qualquer informação, usuários forçaram a abertura de portas e janelas e desceram na linha férrea

Marcelo Gomes, Agência Estado

25 de setembro de 2013 | 09h33

RIO - Passageiros voltaram a incendiar a cabine de um trem no Rio após mais uma pane interromper a circulação das composições, no início da noite dessa terça-feira, 24, horário de pico da volta para casa. Desta vez, um trem com problemas mecânicos parou na plataforma da Estação São Francisco Xavier, na zona norte do Rio, por volta das 18h.

Depois de aguardarem por cerca de 20 minutos dentro da composição sem qualquer informação, passageiros forçaram a abertura de portas e janelas e desceram na linha férrea. Revoltadas, algumas pessoas arremessaram objetos e placas de sinalização contra o trem. Um grupo ateou fogo à cabine. Bombeiros foram acionados e debelaram as chamas. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a SuperVia, concessionária que opera os trens suburbanos na Região Metropolitana do Rio, após a constatação do defeito, outro trem para o transporte de seus passageiros chegou à estação em "apenas 11 minutos".

A SuperVia disse ainda que este foi o quarto episódio nos últimos 20 dias "em que grupos pequenos de passageiros agiram de forma agressiva e criminosa, ignorando a capacidade do Centro de Controle Operacional de solucionar problemas com rapidez".

A concessionária afirmou também que atos semelhantes "só haviam acontecido em duas ocasiões desde que a atual administração assumiu a SuperVia, em janeiro de 2011". A empresa, entretanto, assumiu o serviço em 1998, quando o sistema de trens foi privatizado.

Mais conteúdo sobre:
tremdepredaçãoSuperViaRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.