Pato fica no banco, Milan dá vexame e Leonardo vê cobranças voltarem

A cada rodada vai aumentando a pressão sobre o Milan do técnico Leonardo. Ao sofrer nova derrota, desta vez em casa para o Palermo, por 2 a 0, o time mostrou fragilidade defensiva e erros de posicionamento, bem aproveitados pelo adversário.

ROMA, O Estadao de S.Paulo

14 Dezembro 2009 | 00h00

Já a Inter vai se aproximando de mais um título. Com o empate por 1 a 1 com a Atalanta, em Bérgamo, a equipe dos brasileiros Julio César, Maicon e Lúcio tem 36 pontos e lidera o Italiano com 5 pontos à frente do Milan.

Em Milão, todos foram ao San Siro esperando novo show dos brasileiros. Mas Pato começou no banco. E a torcida acabou presenciando boa atuação do atacante Miccoli - fez o primeiro gol e passou para Bresciano fazer o segundo.

Leonardo, após o vexame, reservou elogios para o Palermo, 13º colocado, com 23 pontos. "Não tivemos o ritmo de outros jogos, mas não atuamos mal", analisou. "O Palermo jogou melhor."

INGLATERRA E ESPANHA

O Arsenal entrou na briga do título inglês após a vitória sobre o Liverpool por 2 a 1, em Anfield Road. O time londrino tem 34 pontos, ao lado do Manchester United, e três a menos que o líder Chelsea.

Em Madri, o Villarreal ampliou a crise do Atlético ao vencer por 2 a 1. O Atlético está a 1 da zona de descenso do Espanhol. O Sevilla fez 1 a 0 no Sporting Gijón.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.