PF desmonta esquema de fraude de CNH no Amapá

Motoristas conseguiam renovar habilitação sem fazer curso de reciclagem ou direção defensiva

Solange Spigliatti, estadao.com.br

27 de maio de 2008 | 11h18

Cerca de 40 policiais federais cumpriram 10 mandados de busca e apreensão no Amapá, nesta terça-feira, 27, durante uma operação contra fraudes na emissão de carteiras de motorista no Estado. Conforme a PF, mais de 50 certificados foram falsificados e todos os beneficiados com a falsificação serão indiciados.  As investigações, segundo a PF, começaram há mais de três meses e indicaram que um grupo oferecia o serviço de renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), sem a realização da prova de direção defensiva e primeiros socorros ou do curso de reciclagem no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O certificado do curso, sem a presença do aluno, era vendido a preços que variavam entre R$ 100 e R$ 300.

Mais conteúdo sobre:
Polícia FederalPFmotoristasCNH

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.