Piloto e nove operários morrem em queda de avião no PA

O piloto e nove passageiros de um avião bimotor modelo Carajá de prefixo PT-VAQ morreram na noite de terça-feira (12), quando a aeronave, que saíra de Belém com destino à cidade de Monte Dourado, distrito de Almeirim, no oeste do Pará, caiu a apenas quatro quilômetros da pista do aeroporto, na hora do pouso. O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa) abriu investigação para apurar as causas do acidente. A informação de moradores da região é de que o avião teria explodido e incendiado ao bater no solo.

CARLOS MENDES, Agência Estado

13 de março de 2013 | 19h37

Os passageiros eram operários que trabalhavam na construção da usina hidrelétrica de Santo Antônio do Jari, em Monte Dourado. A empresa de engenharia Cesbe, responsável pela obra, em nota informou que está prestando assistência aos familiares das vítimas. A Cespe disse que seus funcionários faziam a rota Belém-Monte Dourado utilizando os serviços da empresa de táxi aéreo Fretax desde outubro de 2011.

De acordo com alguns moradores de Monte Dourado que estiveram no local onde o avião caiu - uma área de plantio de eucalipto pertencente à empresa Jari Celulose - a cena era chocante. Havia algumas partes do avião ainda fumegantes espalhadas pelo local. O corpo do piloto, com as mãos seguras ao manche do avião, ainda queimava.

Os corpos carbonizados das vítimas eram esperados à noite desta quarta-feira em Belém para ser identificados por meio de exame de DNA no Instituto Médico Legal do Centro de Perícias Renato Chaves. Dois peritos criminais e quatro auxiliares de remoção, que estiveram no local do acidente, ajudaram no resgate das vítimas.

Em nota, a Fretax Aéreo, responsável pelo avião, informou que a aeronave estava em dia com as revisões mecânica e elétrica, e o piloto com habilitação e exame médico regularizados.

Tudo o que sabemos sobre:
aviãoquedaPará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.