Planeta

Países definem representantes para Fundo Verde Climático

, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2011 | 00h00

Os quase 200 países que fazem parte da Convenção do Clima da ONU definiram os 40 representantes de nações que cuidarão da tarefa de definir como funcionará o Fundo Verde Climático. A instituição foi criada em 2010 com o objetivo de gerenciar os recursos que serão destinados aos países em desenvolvimento para que combatam as mudanças climáticas. As definições precisam ser apresentadas pelo comitê até a Conferência do Clima da ONU de Durban (COP-17), no fim deste ano. A primeira reunião sobre o fundo será nos dias 28 e 29 deste mês. Para a chefe de clima da ONU, Christiana Figueres, a transparência no processo é fundamental.

Em família

Filhote de orca nada com sua mãe no parque aquático Marineland, em Antibes, na Riviera francesa. Maior parque do gênero na Europa, o Marineland recebe mais de um milhão de visitantes por ano.

Governo estadual de SP estuda banir sacolas

O secretário estadual do Meio Ambiente, Bruno Covas, criou nesta semana um grupo de trabalho para estudar a viabilidade de extinguir o uso de sacolas plásticas em supermercados de São Paulo. O grupo de trabalho terá 45 dias para apresentar soluções alternativas e sustentáveis em substituição às sacolas plásticas. De acordo com o secretário, o objetivo é envolver na discussão a sociedade, o Ministério Público, o Procon, o setor produtivo e os estabelecimentos comerciais. Em Jundiaí, por exemplo, os mercados não oferecem mais sacolinhas. / AFRA BALAZINA e ANDREA VIALLI

Redução

3,9 bilhões de sacolas plásticas deixaram de ser produzidas entre 2008 e 2010, segundo a Plastivida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.