Polícia Rodoviária prende 11 no Rio desde início da Lei Seca

Ninguém foi preso neste domingo, o que representa 'mudança de hábito' no motorista, para inspetor da PRF

Agência Estado

06 Julho 2008 | 18h25

Desde o último dia 19, quando teve início a Lei Seca, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu no Rio de Janeiro 11 pessoas por apresentarem mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue. As últimas prisões ocorreram na madrugada de sábado, 5, quando quatro pessoas foram flagradas dirigindo após terem ingerido bebida alcoólica acima do limite permitido.   Veja também: Blitz da Lei Seca pára 1.457 e manda 14 para delegacias em SP Os efeitos do álcool e os limites da lei seca  Lei seca tem aprovação de 72% em São Paulo  Associação de bares entra com ação contra Lei Seca no STF Entenda os principais pontos da Lei Seca Na madrugada deste domingo, 6, a PRF fez nova blitz, desta vez em Resende, no sul fluminense. Os agentes federais pararam 72 motoristas. Em cinco casos, os policiais desconfiaram da ingestão de bebida, mas o resultado do teste com o etilômetro foi normal. Ninguém foi preso nem teve a habilitação apreendida."O fato de não ter havido prisão nessa madrugada já reflete uma mudança de hábito", afirmou o relações-públicas da PRF, inspetor André Luiz Azevedo. "Nos primeiros dias após a lei ter sido sancionada as pessoas ainda dirigiram depois de beber porque acreditavam que não haveria fiscalização. Mas a atuação das polícias mostrou que vamos coibir esse comportamento." A Polícia Militar divulga nesta segunda-feira o balanço das operações no Estado.

Mais conteúdo sobre:
Lei SecaRio de JaneiroPRF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.