Promotor pede prisão preventiva de casal Nardoni

O promotor Francisco Cembranelli entregou hoje à Justiça denúncia contra Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá e pediu a prisão preventiva do casal. No documento de 12 páginas entregue ao juiz do 2º Tribunal do Júri, Maurício Fossen, o promotor afirma que Anna Carolina esganou Isabella e Alexandre a jogou de uma altura de 20 metros, da janela do 6º andar do edifício na zona norte de São Paulo onde a família morava.Fossen, do Fórum de Santana, tem cinco dias para decidir se aceita o pedido de prisão preventiva e abre o processo. Cembranelli pediu a intimação de 16 testemunhas, entre elas Ana Carolina de Oliveira, mãe de Isabella, Rosa Maria Cunha de Oliveira, avó da menina, a delegada assistente do 9º Distrito Policial, Renata Pontes, e um policial militar, além de peritos. A prisão preventiva, argumenta o promotor, foi pela necessidade "de garantir a ordem pública, severamente abalada" e pelo reprovável "comportamento social dos denunciados".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.