Red Bull celebra bicampeonato na Fórmula 1

A Red Bull celebrou um novo ápice na Fórmula 1 no circuito sul-coreano, neste domingo, mesmo circuito no qual ficou marcado o ponto mais baixo da equipe na temporada há um ano.

ALAN BALDWIN, REUTERS

16 Outubro 2011 | 10h40

"Isso compensou pelo ano passado, não?," disse o diretor de equipe Christian Horner, vestindo uma camiseta comemorativa preta e dourada do segundo título sucessivo de construtores.

A décima vitória de Sebastian Vettel na temporada, apenas uma semana depois de se tornar o mais jovem bicampeão mundial da categoria com 24 anos, contrasta com o pesadelo do ano passado em Yeongam.

"Foi a corrida mais deprimente de toda a temporada do ano passado," disse Horner.

"Para Mark (Webber) fazer uma corrida tão boa quanto forte, e assegurar nosso segundo campeonato de construtores, fez dessa uma semana muito especial para a equipe".

"Primeiro Sebastian manteve o título de pilotos no Japão e então uma semana depois conquistar o que conquistamos aqui na Coreia é fenomenal. Toda a equipe deve estar muito, muito orgulhosa do que eles ajudaram a conquistar", disse.

No ano passado, a Red Bull tinha chegada na Coreia para a corrida inaugural do circuito com o australiano Webber e Vettel numa batalha pelo título envolvendo cinco pilotos.

Após fechar a primeira fila do grid de largada, tudo deu errado em uma corrida atrasada pela chuva em que Webber bateu e Vettel sofreu uma falha no motor enquanto guiava para a vitória.

Apenas sete equipes haviam vencido o campeonato de construtores de ponta a ponta na história da Fórmula 1 e a Red Bull conseguiu sem ter um fabricante como proprietário.

"Eu penso que isto é muito especial, porque quando você faz isto pela primeira vez há toda a emoção de ter conquistado e feito isso pela primeira vez," disse Horner.

"A equipe avançou em todas as áreas e nós estamos mais fortes do que 12 meses atrás," acrescentou o britânico.

"Eu acho que toda a equipe trabalhou em total harmonia, e isso nos proporciona atingir os resultados que temos hoje", completou.

Mais conteúdo sobre:
F1REDBULLTTULOCONSTRUTORES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.