Sentar ereto pode causar dor nas costas, sugere pesquisa

Sentar com as costas retas impõe esforço excessivo às costas, o que pode causar dor crônica em pessoas que passam horas sentadas, de acordo com dados levantados por meio de uma nova técnica de ressonância magnética. Estudo sobre o assunto foi apresentado na reunião anual da Sociedade de Radiologia da América do Norte (RSNA). Segundo um dos autores do trabalho, Waseem Amir Bashir, do University of Alberta Hospital, do Canadá, "demonstrou-se que uma postura com o corpo rígido a 135º é a melhor posição biomecânica para sentar-se, em oposição à postura de 90º, que a maioria das pessoas considera normal".Os pesquisadores estudaram 22 voluntários saudáveis, sem histórico de dor nas costas ou cirurgia. Uma máquina de ressonância magnética posicional foi usada - o aparelho dá aos participantes liberdade de movimentos, para sentar ou levantar, durante a tomada das imagens. Os voluntários assumiram três posições: debruçados para frente, com as costas a 90º ou relaxados, com as costas reclinadas a 135º, mantendo os pés no chão. O equipamento mediu os ângulos da espinha e os movimentos dos discos da espinha nas várias posições.O movimento dos discos ocorre quando um esforço para suportar peso é colocado na espinha, o que leva o material no interior dos discos a se desalinhar. Esse movimento mostrou-se mais pronunciado numa posição sentada com as costas retas, a 90º. E foi menos pronunciada na postura relaxada, de 135º.A posição debruçada revelou uma alta taxa de desgaste na base da coluna.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.