SUS receberá R$ 505 milhões para tratamento de câncer

Nos próximos cinco anos, valor será destinado para compra de equipamentos de radioterapia e manutenção da infraestrutura dos locais

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

18 Abril 2012 | 13h12

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira, 18, que destinará R$ 505 milhões à rede de unidades para tratamento de câncer do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o ministro Alexandre Padilha, nos próximos cinco anos devem ser adquiridos 80 aceleradores lineares, equipamentos usados para radioterapia, o que demandará R$ 180 milhões. Outros R$ 325 milhões serão destinados à infraestrutura.

As obras e os novos equipamentos devem ampliar tecnologicamente 48 unidades oncológicas que já oferecem radioterapia, além de criar mais 32 serviços. O objetivo, de acordo com o ministro, é reduzir a desigualdade no acesso aos serviços de radioterapia, sobretudo nas regiões Norte e Nordeste e no interior do Sul, do Sudeste e do Centro-Oeste, de acordo com informações da Agência Brasil.

Atualmente, 135 dos 269 hospitais habilitados em alta complexidade em oncologia no SUS oferecem serviços de radioterapia. Há ainda 13 serviços fora de hospitais. Ao todo, a rede pública responde por 75% de todos os serviços no país voltados para essa área.

Ainda segundo a Agência Brasil, apenas este ano, foram identificados 260 mil casos de câncer em mulheres, dos quais 27% são de mama e de colo do útero. O combate a esses dois tipos de câncer é considerado prioridade pela pasta.

 

Mais conteúdo sobre:
SUScâncertratamentoSaúdeVida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.