Suspensas buscas por experiências do foguete brasileiro

Dos nove experimentos a bordo do VSB-30, três dependiam do resgate das amostras enviadas ao espaço

Ernesto Batista, Agência Estado

20 Julho 2007 | 19h06

As operações para tentar resgatar a carga com as nove experiências que foram ao espaço no foguete VSB-30, lançado na quinta-feira, 19, foram definitivamente suspensas pela Força Aérea Brasileira (FAB) e pela Marinha do Brasil. A operação foi batizada de Cumã 2.   Na reentrada na atmosfera houve problemas e o pára-quedas, que deveria amortecer a queda, acabou não abrindo, o que ocasionou a perda da carga.   Esta é a segunda vez em que se perde a carga de um foguete usado dentro do programa brasileiro de pesquisa em microgravidade. Com isso, pelo menos três das experiências embarcadas ficaram comprometidas, porque os cientistas não terão acesso às amostras que foram submetidas a um ambiente com pouca ou nenhuma força gravitacional.   Os outros seis experimentos dependiam apenas de dados que foram transmitidos via rádio. Os dados coletados para estas seis experiências já estão sendo analisados pelos pesquisadores.     Porém, nem todos ficaram satisfeitos com os dados da telemetria. "Temos dados apenas do mecanismo que foi usado para fazer a mistura. Sabemos que funciona, mas sem as amostras não poderemos estudar o que aconteceu lá em cima, e não podemos tirar conclusão", lamentou o professor Alessandro Laneve, da FEI, que já é um veterano do programa espacial brasileiro.

Mais conteúdo sobre:
alcântara foguete vsb-30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.