Trabalhadores da construção civil protestam em SP

Manifestação ocorreu na Avenida Mateo Bei, na zona leste, onde dez operários morreram em desabamento de prédio em construção no dia 27

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

06 de setembro de 2013 | 11h29

Trabalhadores do setor de construção civil protestaram na manhã desta sexta-feira, 6, na Avenida Mateo Bei, em São Mateus, zona sul de São Paulo, local do desabamento de um prédio em obras na última terça-feira, 27. Às 10h, a manifestação, organizada pela Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil em São Paulo (Sintracon-SP), reunia cerca de 300 pessoas, informou a Polícia Militar.

Em nota, o sindicato disse que o ato em memória das vítimas do desmoronamento quer alertar a população para a necessidade de melhores políticas de segurança no setor, líder no ranking de acidentes de trabalho. Dez operários morreram e outros 26 ficaram feridos após o desabamento da construção de dois andares, que estava embargada pela Prefeitura, na semana passada.

De acordo com levantamento do Sintracon, nove em cada dez obras da capital paulista estão em situação irregular. Os manifestantes reivindicam um canal direto para denúncia das obras irregulares e a instalação de uma frente parlamentar na Câmara Municipal para discussão de melhorias no setor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.