Voo 447: entidade mundial confirma 'tormenta forte'

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) confirmou que havia ?uma tormenta muito forte? na rota do voo 447 da Air France no dia do acidente, no domingo. Porém, a entidade convocou ontem uma conferência de imprensa para insistir que ainda é ?impossível? concluir que o clima foi a causa do acidente. O Airbus desapareceu com 228 pessoas a bordo durante o trajeto Rio de Janeiro-Paris.

AE, Agencia Estado

04 de junho de 2009 | 09h48

?Centenas de aviões cruzam as zonas tropicais todos os dias e nada acontece. É verdade que, pelas informações que temos, uma tormenta muito forte havia se formado na região. Mas, neste momento, tudo o que se disser é especulação?, afirmou Geoff Love, diretor da OMM. ?Só uma investigação, que pode levar muito tempo, poderá dizer o que de fato levou ao acidente. Certamente, algo inusitado ocorreu, mas ainda não se pode dizer se isso está relacionado com a situação meteorológica.?

Na mesma conferência, o representante do Instituto de Controle do Espaço Aéreo da Aeronáutica, Cleber Souza Correa, confirmou o que disse Love. ?O clima é um fator a ser levado em consideração na avaliação de um acidente, e assim será feito. Mas não se pode dizer hoje que seja esse o motivo?, disse Correa, que está em Genebra, na Suíça, para trocar informações com a OMM. Ele mostrou fotos de satélites em que se vê uma atividade intensa na região. Para ele, só a recuperação da caixa-preta poderá revelar mais detalhes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.