Publicidade

Publicidade

Receitas
Tapioca recheada com carne-seca, banana-frita e folhas de rúcula em cima de um papel branco decorado com o logo da marcaTapioca feita para os fãs da união do queijo com a banana. A receita ainda leva rúcula e carne-seca para ficar ainda mais gostosa Foto: Ateliê Belê
Por Redação Paladar

Tapioca de carne-seca, banana-da-terra frita, rúcula e queijo coalho

Receita ideal para os fãs de queijo com banana

DificuldadeFácil
Tempo de preparoRápida
Rendimento1 porção
A dupla banana com queijo é infalível e aparece em diversas receitas, mas você já experimentou juntá-la com a tapioca?Para te ajudar a deixar essa prato incrivelmente gostoso, convidamos o restaurante Tapí Tapioca e sua sócio fundadora Marianna Ferolla. A casa criou uma receita que é gostosa e a cara do verão.Imagina aí este recheio: queijo coalho, banana-da-terra, carne-seca e rúcula. É de dar água na boca, não é mesmo? Então não passe vontade e prepare para provar na sua casa.Confira mais receitas deliciosas de tapiocas:+ Tapioca de queijo coalho, coco fresco ralado e mel+ Tapioca de café com doce de leite+ Como fazer tapioca a partir da mandioca+ Tapioca feita em casa, com polvilho doce+ Tapioca de beterraba

Ingredientes

  • 3 a 4 colheres (sopa) de goma de tapioca fresca e sem conservantes
  • Carne-seca desfiada e temperada a gosto
  • Lâminas de 1 banana-da-terra
  • 5 folhas de rúcula
  • Queijo coalho a gosto

Preparo

  • 1.Ligue o fogo na temperatura média.
  • 2.Aqueça a frigideira.
  • 3.Espalhe um pouco de queijo coalho ralado por toda a frigideira.
  • 4.Peneire a goma de tapioca em cima da frigideira, formando uma fina camada de goma. O objetivo é cobrir todo o fundo do utensílio.
  • 5.Espere até as bordas da goma de tapioca descolarem da frigideira.
  • 6.Enquanto isso, frite a banana com manteiga.
  • 7.Coloque a carne-seca e as lâminas de banana-da-terra.
  • 8.Finalize com as folhas de rúcula.
  • 9.Feche a tapioca.
  • 10.Vire-a do outro lado para aquecer mais um pouquinho.
  • 11.Sirva.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.