Advogados de Queiroz alegam questões de saúde e MP remarca audiência

Ex-motorista de Flávio Bolsonaro não compareceu à audiência agendada; próximo encontro foi marcado para o dia 21

Por Constança Rezende
Atualização:

RIO - Os advogados do ex-motorista de Flávio Bolsonaro (PSL), Fabricio Queiroz, alegaram questões de saúde e pouco tempo para analisar os autos para faltar ao depoimento que estava previsto para esta quarta-feira, 19. De acordo com o MPRJ, a oitiva para o motorista  esclarecer as transações atípicas em sua conta apontadas pelo Coaf foi remarcada para a próxima sexta-feira, 21.  

Ex-assessor parlamentar do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) deve explicar movimentação Foto: Alex Silva/Estadão

PUBLICIDADE

Segundo o MPRJ, os advogados de defesa de Fabrício comunicaram, no início da tarde desta quarta-feira, "que não tiveram tempo hábil para analisar os autos da investigação e relataram que seu cliente teve “inesperada crise de saúde” e estaria em atendimento para a realização de exames médicos de urgência, acompanhado de sua família".

"Em razão disso, o advogado solicitou o adiamento das oitivas e requereu cópia dos autos da investigação", informou, por nota, o MPRJ

A investigação corre sob sigilo e está sendo conduzida pelo Grupo de Atribuição Originária em Matéria Criminal do MPRJ.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.