PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

Eleições 2024: MDB cobra lugar em chapas majoritárias nas cidades com mais de cem mil habitantes

Partido aprovou resolução interna para priorizar essas cidades que tem tempo de TV na propaganda eleitoral; sigla busca aumentar recall entre os eleitores já de olho em 2026

PUBLICIDADE

Foto do author Augusto Tenório
Por Augusto Tenório

A Executiva Nacional do MDB aprovou uma resolução interna para que o partido esteja na chapa majoritária nas cidades com mais de 100 mil habitantes nas eleições municipais deste ano. Nos bastidores, a medida foi acompanhada por um recado: a legenda não abrirá mão facilmente de ter representante na disputa por municípios que tenham direito a tempo de TV. O objetivo é aumentar o recall dos líderes entre o eleitorado e fortalecer a sigla para 2026.

PUBLICIDADE

O partido foca em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Boa Vista (RR), Rio Branco (AC), Macapá (AP), Aracaju (SE), Maceió (AL) e Belém (PA). O presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, vem fazendo um intenso trabalho de campo para arregimentar as forças do partido para a disputa.

Neste mês, por exemplo, Baleia já esteve em Macapá, onde filiou o prefeito Dr. Furlan. O dirigente também esteve em Itajaí, cidade com maior PIB de Santa Catarina, que conta com um importante porto e indústria pesqueira. Lá, o candidato é o deputado federal Carlos Chiodini, vice-presidente do MDB. Em fevereiro, Baleia foi e à filiação do vice-governador do Rio, Thiago Pampola.

O presidente Nacional do MDB, o deputado Baleia Rossi (SP). Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Baleia planeja uma visita a Alagoas ainda neste mês. O MDB quer força total na candidatura do deputado Rafael Brito, nome próximo ao senador Renan Calheiros. O parlamentar planeja lançar sua pré-candidatura com presença do presidente da sigla, além dos ministros emedebistas Renan Filho (Transportes), Simone Tebet (Planejamento) e Jader Filho (Cidades). Na capital alagoana, eles disputarão contra o atual prefeito, João Henrique Caldas (PL), que tem apoio do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP).

Por décadas, o MDB ocupou o maior número de prefeituras no País. Perdeu a liderança no ano passado para o PSD de Gilberto Kassab. Mas seu viés sempre foi municipalista e vai continuar assim. A ideia é eleger número maior de prefeitos e vereadores e, com força nos municípios, eleger mais deputados no pleito geral.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.