EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

Gambás invadem salas do Senado durante o recesso parlamentar

Problema é tamanho que intranet da Casa orientou servidores a como lidar com os animais, que são encontrados nas salas dos parlamentares

PUBLICIDADE

Foto do author Roseann Kennedy
Foto do author Augusto Tenório
Por Roseann Kennedy e Augusto Tenório

Com o período de férias dos parlamentares, os saruês — ou gambás-de-orelha-branca — estão invadindo as salas do Senado. O problema é tamanho que a Casa precisou fazer um alerta aos funcionários na intranet. Na primeira página foi publicado um comunicado com a pergunta: “Você já viu um saruê pelo Senado? Saiba como se comportar”. A Coluna do Estadão teve acesso a teor da mensagem.

Informe sobre os gambás no Senado Foto: Intranet/Senado

PUBLICIDADE

O texto informa que houve sete capturas do animal somente na primeira semana de janeiro. Ainda de acordo com o aviso, um dos locais favoritos dos gambás-de-orelha-branca do Senado é o bloco 17, onde ficam a Coordenação de Saúde, o Serviço Médico de Emergência e a Central do Servidor. De acordo com uma funcionária, foram três ocorrências no local nos últimos dez dias.

Os servidores foram orientados a acionar a Brigada do Senado caso se esbarrarem com um deles. Os animais capturados são soltos na área verde mais próxima, seguindo a orientação do Batalhão de Polícia Militar Ambiental do Distrito Federal.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.