PUBLICIDADE

Única câmera com áudio do Planalto mostra tiros, bombas e golpistas tomando Palácio; veja vídeo

Extremistas tomaram a entrada principal do planalto em 30 minutos sem força policial conseguir proteger prédio onde fica a presidência da República

PUBLICIDADE

Foto do author Weslley Galzo
Foto do author Julia Affonso
Foto do author Tácio Lorran
Foto do author André Borges
Por Weslley Galzo , Julia Affonso , Tácio Lorran e André Borges

BRASÍLIA - Das 33 câmeras do circuito interno de segurança do Palácio do Planalto, apenas uma capturou os áudios da invasão do prédio por golpistas apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no dia 8 de janeiro. Os vídeos em formato de câmera “olho de peixe” mostram a entrada principal do prédio e a batalha que se deu entre invasores e as forças de segurança pública.

Os vídeos analisados pelo Estadão registraram os minutos iniciais da invasão ao Planalto, que ocorreu entre as 15h00 e as 15h30 daquele dia. Em apenas 30 minutos de ação, os golpistas conseguiram expulsar os agentes do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) do prédio e fizeram os agentes da Tropa de Choque da Polícia Militar do Distrito Federal recuarem para se proteger da horda golpista que os apedrejava.

PUBLICIDADE

As imagens também demonstram que a invasão do Planalto ocorreu pelas laterais, e não pela porta principal. Os golpistas destruíram as janelas de vidro que compõem toda a estrutura do prédio da Presidência. No primeiro encontro com jornalistas após a tentativa de golpe de 8 de janeiro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse estar convencido de que as portas do Planalto foram abertas por agentes que lá trabalhavam.

Os registros, contudo, mostram um servidor fechando a porta de vidro da entrada principal às 15h03. Mas, apenas 23 minutos depois, a portaria é reaberta por dentro pelos invasores que naquele momento haviam tomado oficialmente o Planalto. O invasor que sai de dentro do prédio pela portaria orienta os outros vândalos a não quebrar a estrutura, mas pouco tempo depois se inicia a depredação violenta dos aparelhos de raio-x e dos vidros.

Os policiais que tentavam conter a invasão começaram a recuar do estacionamento para a entrada principal do Planalto às 15h10. Eles mantiveram a posição de defesa da portaria por 18 minutos. Às 15h28, já não havia mais agentes de segurança protegendo a fachada do prédio. Foi quando os golpistas tomaram de vez o térreo e começaram a aprofundar a depredação dos outros andares.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.