PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

O blog voltado ao cidadão e ao consumidor

Ortobom: leitora questiona demora na entrega de produtos

Empresa afirma que, após a queixa, o caso da consumidora foi solucionado

Foto do author Renata Okumura
Por Renata Okumura

Michelle Campos afirma que realizou uma compra na Black Friday, em novembro do ano passado, na Ortobom do Shopping Eldorado. Ela reclama da demora e de dificuldade para ser atendida pela loja.

PUBLICIDADE

Reclamação de Michelle Campos: “Comprei na Black Friday, em novembro do ano passado, na Ortobom do Shopping Eldorado, um colchão, uma capa para o colchão e um travesseiro. A entrega, prevista para 15 dias, estava muito atrasada, então liguei para o vendedor que me atendeu, mas ele disse que não poderia me ajudar, pois não trabalhava mais na loja. Ele me passou o número do WhatsApp da Ortobom e disse para eu ver o status da entrega com eles. Mandei mensagem e só agendaram a entrega para a outra semana. Além do grande atraso, ainda recebi apenas o colchão. O travesseiro e a capa não foram entregues. Quando mandei mensagem novamente informando o ocorrido, disseram que isso poderia acontecer e neste caso eu deveria ir até a loja onde comprei e retirar os produtos pessoalmente. Eu disse que não fazia sentido, pois eu tinha comprado todos os produtos com frete incluído. Aí, disseram que neste caso, eles poderiam entregar, mas eu teria que esperar eles terem alguma entrega perto de casa, mas que neste caso, não poderiam me dar um prazo. Aceitei esperar, mas se passou mais de um mês e nada de entregarem nem sequer me deram alguma satisfação. Foi então que resolvi ir até a loja Ortobom do Shopping Eldorado retirar os meus produtos, quando fui surpreendida pelo gerente me dizendo que não tinha nada a ver com aquilo, pois eu não tinha comprado diretamente na loja, mas sim em um “feirão” promovido pela Ortobom no shopping. Expliquei para ele que no dia da compra, o próprio vendedor me disse que qualquer problema eu poderia ir na loja e ele respondeu que o vendedor mentiu, pois a loja era uma franquia e não tinha nada a ver com aquilo e começou a se exaltar dizendo que a Ortobom sempre colocava a loja nestas situações. Expliquei para ele que ele representava a Ortobom e que problemas internos deveriam ser resolvidos entre eles. Eu, como cliente, tinha direito de retirar os meus produtos na loja que estava localizada no shopping onde fiz a compra e ele deveria solicitar a reposição com a matriz depois. Muito contrariado ele me deu o protetor do colchão, mas disse que não tinha o travesseiro em estoque nem sabia quando o estoque seria reposto e que eu deveria resolver isso com o atendimento da Ortobom. Entrei em contato novamente com o atendimento, no mesmo número de Whatsapp, e aí começou a saga. Falaram novamente para esperar por uma entrega próxima da minha casa ou que eu poderia ir na loja do Shopping Eldorado. Por fim, eles me falaram que a única solução era eu ir até a loja no Tatuapé para pegar o travesseiro, o que é impossível por causa do meu trabalho e também porque quem deve entregar a mercadoria é a loja onde comprei. O fato é que até agora estou sem o travesseiro. Peço ajuda ao São Paulo Reclama, apesar de achar absurdo ter que lançar mão desta via para resolver uma questão tão simples. Obrigada.”

Resposta da Ortobom: “A Ortobom preza pela satisfação de seus clientes e informa que a entrega do produto foi realizada no dia 3 de maio. Permanecemos à disposição.”

Caso necessário, a leitora pode entrar em contato novamente.

Leitora reclama de atraso na entrega de produtos. Foto ilustrativa. Foto: fizkes - stock.adobe.com

Envie suas reclamações

Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.