1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Concessão de ponte Rio-Niterói exigirá investimento de pelo menos R$600 mi, diz fonte

LEONARDO GOY - REUTERS

13 Junho 2014 | 17h 18

O grupo que arrematar a nova concessão da Ponte Rio-Niterói deverá investir pelo menos 600 milhões de reais no projeto, disse à Reuters nesta sexta-feira uma fonte do governo federal que acompanha o assunto.

Essa nova estimativa é o dobro da previsão de 300 milhões de reais apresentada pelo governo em janeiro, quando foi anunciado novo pacote de concessões rodoviárias, que inclui a ponte. Segundo a fonte, o aumento decorre apenas da atualização de correção monetária da base de cálculo.

E mesmo esse valor de 600 milhões de reais ainda é uma estimativa inicial que pode ser ampliada. Uma previsão mais definitiva só deverá ser conhecida a partir de agosto, depois que for escolhido o projeto que vai basear a nova concessão.

O concessionário que vencer a disputa terá de investir na manutenção e operação, além de obras no acesso da ponte à Linha Vermelha, no Rio, e na chegada à Niterói.

A ponte hoje está sob concessão da CCR, mas o contrato vencerá em maio do ano que vem.

O governo receberá até agosto as propostas de projetos para a obra. Depois disso, vai analisar e escolher o melhor projeto que será usado como base para a concessão, fazer as audiências públicas e depois publicar o edital.

A expectativa é de publicar o edital do leilão da ponte em novembro e realizar o certame no mês seguinte.

Segundo a fonte, esse ano devem ocorrer apenas dois leilões de concessões terrestres de logística: o da ponte Rio-Niterói e o da ferrovia entre Lucas do Rio Verde (MT) e Campinorte (GO), cujo edital deve sair em agosto.

"Muito dificilmente serão feitos outros leilões em rodovias e ferrovias neste ano", disse a fonte, acrescentando que o certame da ponte Rio-Niterói deverá ser bem disputado. "A ponte todo mundo conhece, sabe os riscos, ela tem bastante atratividade", disse.