PUBLICIDADE

Eletricitários fazem protesto contra venda da Cesp

Por AMANDA VALERI
Atualização:

O Sindicato dos Eletricitários de São Paulo aproveitou o Sábado de Aleluia para convocar a população a participar da manifestação contra privatização da Companhia Energética de São Paulo (Cesp) na próxima quarta-feira (26), às 9 horas, em frente à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), dia em que a empresa irá a leilão. A convocação foi feita durante o ato de malhação do boneco do governador de São Paulo, José Serra, em frente à Catedral da Sé, zona central da capital paulista. Sob um sol escaldante, vestindo roupas pretas e com um chapéu com a estampa de uma caveira, o secretário-geral do sindicato, Eduardo Annunciato, o Chicão, falou por mais de 15 minutos sobre "o quanto será ruim para a população mais essa privatização". "Privatização não é a solução. Queremos políticas públicas para o bem-estar da população", disse Chicão. "Nós vimos uma seqüência de panes na cadeira de energia elétrica de São Paulo e isso só irá piorar com a privatização. Será um colapso geral e total", continuou. Com socos, pontapés e pauladas, um grupo de 10 pessoas, formado por representantes do sindicato e pessoas que assistiam a manifestação, destruiu o boneco de Serra que estava pendurado por uma corda em um dos postes da praça. Feito com espuma, vestido com camisa, calça e gravata, o boneco tinha ainda uma mensagem fincada no peito: "É o povo na mira do tucano e seu bando...cai fora Serra!!".

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.