PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Baixe e ouça as principais notícias e análises

Milei x Massa: o que pode definir a acirrada disputa na Argentina?

Por Gustavo Lopes Alves
Atualização:

A Argentina entra na sua reta final da campanha à presidência. O segundo turno das eleições está marcado para domingo, dia 19 de novembro. De um lado da disputa está o libertário Javier Milei, pelo partido La Libertad Avanza, e do outro o peronista Sergio Massa, pelo Unión por la Patria. 

PUBLICIDADE

Segundo as últimas pesquisas, ambos estão empatados dentro da margem de erro. Sendo o desfecho destas eleições ainda uma grande incógnita para especialistas. A certeza para o vencedor é encontrar uma Argentina com inflação na ordem dos 140% e a pobreza atingindo cerca de 40% da população.

Para Javier Milei, a solução passa por dolarizar a economia, pagar a dívida da Argentina e fechar o Banco Central. Já o peronista Sergio Massa tenta se desvincular do cenário atual em que o país está, dizendo que teve pouco tempo no cargo de ministro da economia para "arrumar a casa". 

A troca de comando envolve programas de governo bastante diferentes entre si e visões opostas sobre o papel do Estado na economia. A relação da Argentina com o mundo tem dado o tom do debate entre os dois concorrentes, especialmente com o Brasil. Massa acusa seu adversário de colocar em risco a relação com um importante parceiro comercial, enquanto Milei critica o envolvimento do PT e de Lula nas estratégias de campanha do peronista.

Sobre o cenário de incertezas nas eleições argentinas e o impacto de seu resultado para economia brasileira, conversamos neste episódio do 'Estadão Notícias' com Alberto Pfeifer, Coordenador do DSI - Grupo de Análise de Estratégia Internacional da Universidade de São Paulo

Publicidade

O 'Estadão Notícias' está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Gabriela Forte 

Sonorização/Montagem: Moacir Biasi

 Foto: Luis Robayo/Reuters
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.