Semana começa com calor em São Paulo

Por GHEISA LESSA
Atualização:

Sem previsão de chuva até sexta-feira São Paulo amanheceu nesta segunda-feira com sol e aumento de temperaturas. O calor que atinge a região surpreende os paulistanos depois de o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) ter computado recorde de frio no ano - 8,7ºC - há cinco dias.A temperatura máxima esperada para esta segunda-feira é de 29ºC, enquanto a mínima não passou dos 13,6ºC - registrada nesta madrugada, na estação do Inmet localizada no mirante de Santana, zona norte da capital.Os termômetros registram alta durante a terça-feira, quando a máxima poderá chegar aos 30ºC. O instituto calcula que na quarta-feira São Paulo terá a temperatura mais alta da semana, chegando aos 31ºC. O calor fica estável, na casa dos 30ºC, durante quinta-feira e sexta-feira.O aumento de temperatura acontece porque a frente fria que atingiu São Paulo na semana passada perdeu a intensidade. Sem a atuação da massa de ar, o clima volta a ter características próprias da primavera. O Inmet explicou que essa estação do ano, por ser de transição entre o inverno e o verão, tem índices de temperatura médios e pouca chuva.Com o aumento do calor há a queda na umidade relativa do ar. Segundo o Inmet, o índice não deve passar dos 40% nesta segunda-feira em toda capital paulista. No extremo norte do Estado, porém, a umidade pode ficar abaixo dos 30%, valor considerado alarmante pela Defesa Civil.Clima no BrasilHá condições de chuva forte na região Sul, principalmente no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. No oeste, centro e leste do Paraná e no Mato Grosso do Sul são esperadas pancadas de chuva durante esta tarde, de acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec).A região Norte terá dia de sol e variação de nuvens. O tempo estará instável com aberturas de sol e chuva fraca e passageira no litoral sul da Bahia. No Sudeste, demais áreas do Centro-Oeste e interior do Nordeste o sol predominará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.