PUBLICIDADE

Sobe para nove número de semáforos apagados em SP

Problema surgiu após o roubo de equipamentos que controlam a sinalização em cruzamentos da cidade

Por Solange Spigliatti
Atualização:

Subiu para nove o número de semáforos apagados localizados em cruzamentos em São Paulo, segundo informações da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). O problema surgiu após o roubo de equipamentos que controlam a sinalização durante a madrugada desta segunda-feira, 10. Veja também:   Veja como está o trânsito pelo iLocal  Apenas um deles voltou a funcionar, no cruzamento entre a Rua Duque de Caxias e a Alameda Barão de Campinas, na região central da cidade. Outros oito locais ainda permanecem sem a sinalização, na Avenida Rio Branco com Alameda Glete; Avenida Rio Branco com Rua General Osório; Avenida Rio Branco com Alameda Eduardo Prado; Avenida Rio Branco com Alameda Ribeiro da Silva; Avenida Duque de Caixas com Alameda Barão de Campinas; Avenida Duque de Caxias com Alameda Eduardo Prado; Avenida São João com Avenida Duque de Caxias; Alameda Barão de Limeira com Rua General Osório. Às 11 horas, a CET registrava 79 quilômetros de congestionamento nas principais ruas da cidade. Os principais pontos de congestionamento estão localizados na Marginal do Tietê, entre as pontes da Vila Maria e do Tatuapé. Na Marginal do Pinheiros, a situação também estava carregada entre as pontes Transamérica e Ari Torres. O trânsito também estava carregado na Avenida Radial Leste, principal ligação entre o Centro e a zona leste de São Paulo. A lentidão está mais concentrada nos trechos entre a Estação Vila Carrão do Metrô e a Avenida Engenheiro Badra. No sentido zona leste, a lentidão está nas proximidades da Estação Bresser, do Metrô. No sentido Aeroporto do Corredor Norte-Sul, a situação estava mais crítica entre o viadutos Tutóia e a Avenida do Estado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.