PUBLICIDADE

‘Indiana Jones e a Relíquia do Destino’ agradou na estreia após críticas negativas em Cannes

O filme, que marca a despedida de Harrison Ford como o famoso arqueólogo da trama, já chegou aos cinemas

Foto do author Redação
Por Redação

Indiana Jones e a Relíquia do Destino chegou aos cinemas. O longa, que quando exibido pela primeira vez no Festival de Cinema de Cannes não foi aclamado, acabou agradando em sua estreia.

PUBLICIDADE

A pontuação de Indiana Jones 5 no Rotten Tomatoes era de aproximadamente 52% com apenas 29 críticas, mas agora tem uma nota de 69%. O filme é um caso a parte, pois o que costuma acontecer com os blockbusters é justamente o contrário. Mulher-Maravilha, de 1984, por exemplo, começou com 88% e caiu para 58%.

As primeiras críticas foram de quem assistiu a produção em Cannes, cuja exibição não é realista. Quando outros críticos assistiram ao longa e acrescentaram suas reações, tudo mudou. A exibição é maior, há mais opiniões e isso soma pontos a Indiana Jones e a Relíquia do Destino.

De acordo com o Screen Rant, se você removesse as reações dos Top Critics do Rotten Tomatoes, aqueles que têm mais valor no agregador, a pontuação do filme poderia ser de 80%, uma nota muito mais próxima dada pela audiência, que é de 88%.

Indiana Jones e a Relíquia do Destino, que custou 295 milhões de dólares e é o 13º filme na lista dos mais caros da história do cinema, marca a despedida de Harrison Ford como o famoso arqueólogo da trama. O filme é dirigido por James Mangold e conta com Mads Mikkelsen e Phoebe Waller-Bridge em seu elenco.

Sobre a trama

Indiana Jones e a Relíquia do Destino segue o arqueólogo em seu último dia como professor, antes de se aposentar. Mas a vida tem outros planos para ele quando sua afilhada Helena Phoebe Waller-Bridge), aparece e pede que ele procure a relíquia do destino, um dispositivo para controlar o tempo.

Além deles, o nazista Jürgen Voller (Mads Mikkelsen) quer se apoderar do instrumento para mudar o passado.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.