Publicidade

CVM espanhola aprova compra da Endesa pela alemã E.On

Por Agencia Estado
Atualização:

O agente regulador do mercado de ações espanhol (CNMV) aprovou a aquisição da Endesa SA pela alemã E.ON AG. A E.On fez uma oferta de 27 euros por ação da Endesa em julho. Depois, melhorou a proposta para 35 euros, avaliando a espanhola em 37 bilhões de euros. A oferta da E.On está condicionada à aprovação de mais de 50% dos acionistas da Endesa e à modificação de algumas regras da empresa espanhola, incluindo uma que limita o direito de voto aos acionistas com fatias superiores a 10%. Apesar da aprovação da CNMV, a E.On enfrenta ainda outros obstáculos jurídicos. A Endesa conseguiu impor legalmente barreiras contra uma oferta concorrente e hostil apresentada pela espanhola Gas Natural SDG SA. Mas essas barreiras impedem que as duas propostas sejam apresentadas aos acionistas. O executivo-chefe da Endesa, Rafael Miranda, disse que a companhia pretende suspender todas os obstáculos jurídicos para deixar que seus acionistas decidam sobre as ofertas. Além disso, a companhia de construção espanhola Acciona SA tornou-se o maior acionista da Endesa ao comprar cerca de 20% da empresa e afirmar que vai tentar elevar essa fatia para pouco menos de 25%. A Acciona disse que quer continuar sendo o acionista principal da Endesa e que não quer que a companhia se torne uma unidade da E.On. Um juiz também abriu uma investigação sobre a E.On e a Endesa com base em acusações de que a lei de corporações do país foi infringida quando as duas companhias estabeleceram contato. As informações são da Dow Jones.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.