PUBLICIDADE

Publicidade

Pix: pagamento por aproximação começa em fevereiro de 2025; entenda como vai funcionar

Usuário não precisará entrar no aplicativo de sua instituição financeira para fazer a transação e pagamentos de compras online com Pix também serão simplificados; veja perguntas e respostas

Foto do author Clayton Freitas

O Banco Central informou na última quinta-feira, 4, que as compras por aproximação via Pix poderão ser feitas a partir de fevereiro de 2025. Com a implantação, o cliente não precisará mais entrar no aplicativo de seu banco e inserir os dados. A funcionalidade irá operar aos moldes das wallets, as carteiras digitais já usadas para operações de débito e crédito.

Essa mudança só será possível devido a alterações que serão realizadas no Open Finance, infraestrutura que permite o compartilhamento voluntário das informações de cada cliente bancário entre as instituições financeiras.

Além do pagamento por aproximação, medida do Banco Central permitirá que compra online com pagamento em Pix seja feito sem sair do ambiente de compras.  Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Outra novidade será a Jornada de Pagamentos sem Redirecionamentos (JSR), que permitirá ao cliente fazer o pagamento da compra online sem ter que sair do ambiente de compra e acessar o seu banco. A forma como isso ocorrerá só será conhecida no dia 31 de julho. Veja abaixo perguntas e respostas sobre o Pix por aproximação e sobre como usar uma carteira digital.

Como vai funcionar?

A medida funcionará aos moldes das wallets, as carteiras digitais, como Google Pay, PicPay e outras. A ideia é que o cliente que tenha uma chave Pix registrada em uma instituição possa cadastrá-la em uma wallet, como já acontece hoje com cartões de crédito e débito.

Quando começa?

Pelo cronograma definido pelo Banco Central, em fevereiro de 2025. Antes disso, no dia 31 de julho, serão divulgados detalhes de como vai funcionar o pagamento online sem a necessidade de sair da plataforma de compra, chamada de Jornada de Pagamentos sem Redirecionamentos (JSR). Em novembro deste ano, as instituições financeiras já devem estar aptas a fazer os testes da funcionalidade.

O que é o pagamento online sem redirecionamento?

Atualmente, para fazer o pagamento com Pix de alguma compra online, o cliente precisa deixar o ambiente virtual em que está, entrar no aplicativo de seu banco e fazer o Pix, seja pelo sistema copia e cola, digitando a chave fornecida ou escaneando o QRCode. Sem o direcionamento, o pagamento será efetuado na própria plataforma onde a compra está sendo feita. Funcionará aos moldes do que ocorre hoje com quem deixa cartão de crédito cadastrado em determinado site em que faz suas compras online.

O que é uma wallet?

A carteira digital é um aplicativo usado em smartphones, muito difundido atualmente para operações de débito e crédito. Com ela, não é preciso entrar no aplicativo do banco ou pagar com cartão físico, já que tudo é feito por aproximação (além dos smartphones, ela funciona também em smartwatchs, os relógios inteligentes).

Publicidade

Pagamento por aproximação funciona em qualquer celular?

Nem todos, apenas nos que dispõe do NFC, uma tecnologia de comunicação sem fio que permite a transferência de dados de um dispositivo para outro, desde que estejam próximos. Para saber se o seu celular possui essa tecnologia, busque por NFC nas configurações do aparelho.

Como usar?

  • Vá até a loja de aplicativos do seu dispositivo (como a App Store para iOS ou Google Play Store para Android) e faça o download do aplicativo de carteira digital escolhido;
  • Após baixar o aplicativo, abra-o em seu dispositivo; você será guiado por um processo inicial de configuração;
  • Para iniciar o cadastro, o aplicativo solicitará informações pessoais básicas, como nome completo, CPF, data de nascimento, e-mail e número de telefone; preencha todos os campos com cuidado e verifique se as informações estão corretas antes de prosseguir;
  • Algumas carteiras digitais podem exigir uma verificação adicional de identidade para garantir a segurança das suas transações, o que pode incluir o envio de uma foto do seu documento de identidade ou a realização de um procedimento de reconhecimento facial;
  • Após completar o cadastro inicial, você precisará vincular uma conta bancária à sua carteira digital, passo fundamental para poder realizar pagamentos e receber transferências através da carteira;
  • Para proteger suas informações financeiras, configure as opções de segurança oferecidas pelo aplicativo, o que pode incluir a criação de uma senha forte, ativação da autenticação em dois fatores (quando disponível) e outras medidas de segurança;
  • Com o cadastro concluído e a conta bancária vinculada, você estará pronto para começar a utilizar sua carteira digital.
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.