PUBLICIDADE

Campeão da NBA com Boston Celtics é internado à espera de transplante de ‘grande’ coração

Scot Pollard tem 2,11m, o que faz com que seja mais difícil encontrar um órgão capaz de bombear sangue para todo o seu organismo

Por Leonardo Catto
Atualização:

Scot Pollard, campeão da NBA com o Boston Celtics em 2008, está internado à espera de um transplante de coração. Seria comum não fosse o seu tamanho. Por ter 2,11m de altura, é preciso que o órgão transplantado tenha um tamanho capaz de bombear sangue para todo o seu organismo. O ex-jogador tem 48 anos está em uma unidade de cuidados intensivos no Centro Médico Universitário Vanderbilt, em Nashville, Tennessee. Não há previsão de alta até que haja um doador compatível e com o tamanho de coração suficiente. Pollard compartilha parte da sua rotina nas redes sociais.

Em um vídeo postado no Instagram na terça-feira, quando foi internado, o campeão da NBA demonstra força ao encarar a situação. “Glorioso local. Muitos testes hoje. Tivemos oito consultas. Começamos com 30 frascos de sangue. É muito. Mas eu tenho mais. Drácula não é um problema para mim. Estou cansado. Foi um longo dia, mas amanhã será mais fácil. Apenas algumas consultas que não vão durar muito tempo. Eu quase não chorei”, brincou.

O ex-jogador tem a companhia de sua mulher, Dawn Pollard, que também aparece nos vídeos. Ela contou que a baixa no hospital foi decorrência de uma série de consultas que Scot precisou fazer. “Momentos difíceis por um tempo, mas ele está se sentindo um pouco melhor”, escreveu Dawn no X (antigo Twitter).

PUBLICIDADE

Conforme noticiado pelo Boston Globe, a condição que acomete Scot Pollard é genética e foi “ativada” por uma infecção viral que ele teve em 2021. Isso faz com que o coração bata 10 mil vezes mais por dia. Metade dos irmãos de Pollard têm a mesma anomalia. O pai dele também apresentava o problema. Ele morreu em 1991, aos 54 anos, quando o atleta tinha 16.

“Você não vê muitos idosos de dois metros de altura caminhando por aí. Então, eu sabia minha vida toda, já que tive de encarar ainda com 16 anos que, sim, ser alto é ótimo, mas eu não vou chegar aos 80 anos”, falou Pollard ao Boston Globe. Ainda que consciente da situação desde cedo, somente nos últimos três anos que a condição passou a afetá-lo.

O processo de doação de órgãos leva em conta o estado de saúde do paciente e a compatibilidade com o doador, entre outros fatores. A necessidade de um critério de tamanho é uma dificuldade a mais. Pollard cadastrou-se na lista de doadores na sua cidade natal, Carmel, em Indiana. Depois, ele fez testes da Universidade de Chicago antes de ser internado no Vanderbilt, referência em transplante cardíaco nos Estados Unidos.

O jogador foi draftado em 1997 pelos Detroit Pistons. Depois, passou por Sacramento Kings, Indiana Pacers, Cleveland Cavaliers e Boston Celtics, onde foi campeão em 2008. No ano seguinte, Pollard aposentou-se e passou a trabalhar como apresentador e ator. Em 2016, ele participou da 32ª edição de Survivor (programa americano no estilo de ‘No Limite’). Pollard foi eliminado após 27 dias, quando restavam apenas oito competidores.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.