PUBLICIDADE

Publicidade

Seleção de basquete escolhe Petrovic como treinador e traz reforço da NBA para a comissão técnica

Gustavo de Conti deixou o comando na quarta-feira, a dois meses do Pré-Olímpico, última chance de o Brasil ir a Paris-2024

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A Confederação Brasileira de Basketball (CBB) anunciou nesta quinta-feira o retorno de Aleksandar Petrovic ao posto de treinador da seleção masculina. O croata de 65 anos, que treinou a equipe de 2017 a 2021, foi contratado após a inesperada saída de Gustavo de Conti, comunicada na quarta.

Depois de não conseguir levar o Brasil para os Jogos Olímpicos de Tóquio, disputados em 2021, Petrovic terá uma nova chance no Pré-Olímpico marcado para junho, valendo vaga nos Jogos de Paris-2024.

“Estou muito feliz de retornar ao comando da seleção brasileira. Agora é focar no Pré-Olímpico da Letônia em busca da vaga olímpica para Paris”, comentou Petrovic.

Aleksandar Petrovic está de volta ao comando da seleção brasileira. Foto: JF Diorio/Estadão

Junto do novo comandante, nomes expressivos do basquete nacional chegam à seleção para integrar a comissão técnica. Primeiro brasileiro campeão da NBA, Tiago Splitter é um dos integrantes do estafe. O ex-ala-pivô vem trabalhando como auxiliar de Ime Udoka no Houston Rockets desde o ano passado.

PUBLICIDADE

Ex-jogadores da seleção, Helinho Garcia, treinador do SESI Franca, e Demétrius Ferracciú, do Paulistano, também integram o corpo técnico, assim como o jovem Bruno Savignani, hoje no Betis, da Espanha.

Na passagem anterior pela seleção, Petrovic chegou à final do Pré-Olímpico de Split, mas perdeu para a Alemanha e ficou sem a vaga em Tóquio. Em 2019, classificou a equipe para a Copa do Mudo de 2019. Foram 33 jogos neste período, com 26 vitórias, alcançando um aproveitamento de 78%. O Brasil superou rivais como Argentina, Montenegro, Croácia, Grécia, Nova Zelândia e Polônia.

Tiago Splitter vai integrar comissão técnica da seleção.  Foto: Estadão

“Ele é respeitado em todo o mundo e conhece os desafios que teremos diante das equipes europeias nesse Pré-Olímpico. Ele tem a nossa total confiança, ao lado do Splitter e de toda a comissão técnica”, disse o presidente da CBB, Guy Peixoto Júnior.

Publicidade

Última chance de classificação para os Jogos de Paris-2024, o Pré-Olímpico será disputado na Letônia entre 2 e 7 de julho, duas semanas antes do início do grande evento esportivo. Na primeira fase, a seleção enfrentará Camarões e Montenegro. Caso avance às semifinais, terá Letônia, Filipinas ou Geórgia pela frente. Somente o campeão garante a vaga olímpica

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.