PUBLICIDADE

Atlético-MG bate São Paulo e impede título antecipado do Palmeiras no Brasileirão

Alviverde ainda é líder já que supera mineiros no saldo de gols, mas não tem mais chances de ser campeão nesta rodada

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O Atlético-MG venceu o São Paulo neste sábado, no Mineirão, em Belo Horizonte, em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com a vitória por 2 a 1, o time mineiro iguala o Palmeiras em pontos. Ambos têm 66. O Alviverde joga pela rodada neste domingo, contra o Fluminense, às 16h, no Allianz Parque.

PUBLICIDADE

O time de Felipão abriu o placar com Hulk no segundo tempo. Luciano, de pênalti, igualou, mas Paulinho deu a vitória para os mineiros nos minutos finais. Com isso, o Campeonato Brasileiro só será decidido na quarta-feira, após a última rodada. O Palmeiras ainda está na frente do Atlético pela diferença de saldo de gols. Botafogo e Flamengo somam 63 pontos cada e ainda sonham com o título.

Além da disputa pelo campeonato, o Atlético-MG pode ter uma definição sobre a vaga direta para a Libertadores ainda nesta rodada. Caso o Grêmio seja derrotado pelo Vasco neste domingo, o time mineiro está confirmado no G-4. Se a equipe gaúcha vencer ou empatar, ainda há chances de que o Galo dispute as fases iniciais do torneio continetal.

Sob chuva, a partida foi disputada a cada lance com bastante vontade pelos atletas. Uma série de lances ríspidos causou a paralisação do jogo nos primeiros 45 minutos. A ‘briga’ pela bola rareou os lances de perigo. A primeira finalização só aconteceu aos dez minutos com um chute de longe do são-paulino Alisson. O Atlético só foi responder aos 23. Paulinho, apagado na partida, roubou a bola de Luciano e tocou para Hulk. O centroavante teve duas chances de finalizar, mas falhou.

Aos 30, o São Paulo voltou a assustar com chute de fora da área de Luciano. Everson espalmou e Erison pegou o rebote, mas mandou na trave. Já o Atlético-MG, sem criativdae, só foi produzir uma jogada interessante aos 40 minutos, quando Igor Gomes descobriu Zaracho pela meia direita. A finalização foi por cima do travessão.

A expectativa do grande público presente ao Mineirão para o segundo tempo era de que Luciano e Hulk reclamassem menos da arbitragem e jogassem mais bola. O são-paulino teve sua chance logo aos cinco minutos, mas Everson defendeu. Já o atleticano esteve muito confuso, assim como todo o time do Atlético-MG.

Ao sentir a falta de inspiração da equipe, a torcida do Atlético-MG passou a incentivar os jogadores com gritos constantes vindos das arquibancadas cheias do Mineirão. Dentro de campo, o time não correspondeu e nada criava de perigoso diante da bem postada defesa do São Paulo. A equipe paulista aproveitou o desespero dos mineiros para abusar dos contra-ataques. Luciano, sozinha, perdeu a maior chance do jogo, aos 30 minutos.

Publicidade

Jogo marcou a despedida do zagueiro Réver, que recebeu homenagens da torcida e dos companheiros. Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

E o castigo veio no minuto seguinte. Hulk pegou a bola de fora da área e bateu colocado para abrir o placar para o Atlético-MG. Foi o primeiro chute na meta do time atleticano na partida.

A sorte continuou do lado do Atlético-MG no final. William Gomes, pela direita, mandou a bola no travessão de Everson, aos 35 minutos. O Atlético-MG seguiu com muitas falhas e o São Paulo com vontade. Juan caiu na área, após disputa com Mariano. O árbitro não viu falta, mas o VAR flagrou e o pênalti foi marcado. Luciano bateu bem e empatou aos 45.

Quando tudo parecia acabado para o Atlético-MG, Hulk tocou para Paulinho marcar garantir a vitória, aos 49 minutos. O atacante é o artilheito isolado da competição, com 19 gols, seguido por Tiquinho Soares, que tem 17.

ATLÉTICO-MG 2 X 1 SÃO PAULO

ATLÉTICO-MG - Everson; Mariano, Réver, Igor Rabello e Guilherme Arana; Otávio, Edenílson (Alan Franco), Zaracho (Rubens) e Igor Gomes (Pavón); Hulk e Paulinho (Patrick). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

SÃO PAULO - Rafael; Rafinha (Nathan Mendes), Arboleda, Lucas Beraldo e Caio Paulista; Pablo Maia, Alisson (Juan), Wellington Rato (William Gomes), Lucas Moura (Michel Araújo) e Luciano; Erison (Talles Wander). Técnico: Dorival Júnior.

GOLS - Hulk aos 31, Luciano aos 45 e Paulinho aos 49 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Michel Araújo, Guilherme Arana, Hulk, Matheus Mendes

Publicidade

ÁRBITRO - Savio Pereira Sampaio (Fifa/DF).

RENDA - R$ 3.492.207,00

PÚBLICO - 53.856 pagantes

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.