PUBLICIDADE

Publicidade

Cuca é vítima da própria cartilha

PUBLICIDADE

Por Agencia Estado
Atualização:

Cuca será o primeiro a pagar multa por desrespeitar a cartilha, de sua autoria. O treinador do São Paulo, que implantou as rígidas regras, esqueceu o celular ligado em seu casaco durante a preleção. No meio da conversa com os jogadores, o aparelho tocou. "Era minha mulher", justificou. Só que suas normas proíbem, por exemplo, atletas e comissão técnica de usarem o telefone em diversas situações, como nessa. Cuca terá, assim, de pagar R$ 50,00 à caixinha do elenco. O grupo encarou a situação com bom humor. Um jogador, porém, não anda satisfeito. Diego Tardelli se diz perseguido pelos torcedores. O atacante confirmou ter ido a um restaurante após a derrota do São Paulo para o Corinthians na final da Copa São Paulo de Juniores, no domingo. Negou, porém, que estivesse fazendo festa ao lado do corintiano Abuda, como havia denunciado a Torcida Independente. "Fui para pagar uma aposta para o dono do restaurante, estava com a minha namorada e, na saída, encontrei o Abuda e outras pessoas", revelou Tardelli. O procurador do meia Adriano, do Atlético-PR, Luiz Taveira, disse que o jogador pode ser contratado pelo São Paulo e garantiu que a negociação está perto de um desfecho. O presidente são-paulino, Marcelo Portugal Gouvêa, negou. "Não há negociação, dificilmente vamos contratá-lo." Na política, a oposição comemora. Em eleição, na quarta-feira à noite, para a escolha de 17 membros do Conselho Consultivo, os oposicionistas conseguiram ocupar 15 lugares, contra só 2 da situação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.