PUBLICIDADE

Publicidade

Fifa tira mando de campo da Rússia e proíbe bandeira e hino do país

Seleção russa jogaria em casa partida da repescagem para a Copa do Mundo diante da Polônia

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A Fifa (Federação Internacional de Futebol) confirmou neste domingo uma série de vetos à Rússia em resposta à invasão do país ao território da Ucrânia. As primeiras sanções impostas pela entidade máxima do futebol são a proibição da bandeira e o hino russos em todas as suas competições.

Segundo a entidade, a seleção russa, a partir de agora, deverá competir sob uma bandeira neutra e fora do país para os jogos em que seria mandante. Sendo proibida também a realização de qualquer evento futebolístico internacional em seu território. Além disso, o país governado por Vladimir Putin deverá competir sob o nome de União de Futebol da Rússia, com a sigla em inglês, RFU.

Pressionada, Fifa impõe sanções á Rússia por guerra com a Ucrânia Foto: Fabrice Coffrini/AFP

PUBLICIDADE

Anteriormente à decisão da Fifa, as seleções da Polônia, República Checa e Suécia afirmaram que não enfrentarão a Rússia nas partidas válidas pela repescagem da Copa do Mundo do Catar, que acontece no fim deste ano. As três seleções estão na mesma chave dos russos e lutam por uma vaga no Mundial.

A FIFA ainda confirmou que a decisão tem um prazo indeterminado de validade e pode, sim, ser reavaliada em caso de novidades no conflito. O documento também indicou que as sanções e os vetos podem ficar mais rigorosos caso a guerra na Ucrânia prossiga, tendo a expulsão da Rússia das Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, como medida limite da entidade. 

O próximo compromisso da seleção russa, no dia 24 de março, contra a Polônia, pelas Eliminatórias, que seria disputado em território russo, ainda não foi cancelado e será realocado para outro país.

POLÔNIA PROTESTA

O anúncio da FIFA gerou repercussão no mundo do futebol. Via twitter, o presidente da Federação Polonesa de Futebol, Cesary Kulesza, irritado com a decisão, criticou a postura da entidade e reiterou que a Polônia não entrará em campo contra a Rússia sob hipótese alguma.

Publicidade

“A decisão divulgada pela FIFA hoje é totalmente inaceitável. Não estamos interessados em participar desta partida de aparências. Nosso posicionamento se mantém intacto: A seleção polonesa NÃO JOGARÁ com a Rússia, não importa o nome que eles estiverem”, escreveu o mandatário.