PUBLICIDADE

Finalistas da Eurocopa sofreram com Brasil de Dorival Jr. e brilho de Endrick

Espanha e Inglaterra, que decidem final do torneio europeu, jogaram contra seleção brasileira no mês de março de 2024

PUBLICIDADE

Por Daniel Vila Nova
Atualização:

O Brasil se sairia bem na Eurocopa? As últimas partidas da seleção brasileira contra equipes europeias em torneios oficiais apontam que não, mas o histórico mais recentes de amistosos indica uma possibilidade mais animadora para o time canarinho. A equipe nacional pode não ter feito uma boa Copa América sob o comando de Dorival Jr., mas fez boas partidas contra as duas finalistas da Eurocopa — Espanha e Inglaterra — em dois amistosos disputados em março de 2024.

No jogo contra a Inglaterra, a seleção venceu por 1 a 0 e, na partida contra a Espanha, arrancou um empate no último lance para um 3 a 3. Além do futebol competitivo apresentado em ambos os jogos, o outro grande destaque dos confrontos foi a atuação de Endrick. O jovem de 17 anos, que à época ainda jogava no Palmeiras, estreou pela equipe nacional e fez gols nas duas partidas.

Seleção Brasileira enfrentou a Inglaterra em Wembley no mês de março de 2024.  Foto: Rafael Ribeiro/CBF

PUBLICIDADE

A partida contra a seleção inglesa ocorreu no dia 23 de março, no estádio de Wembley. O jogo marcou a estreia de Dorival Jr. no comando do time brasileiro e, logo na primeira exibição, a equipe nacional mostrou a que veio. Com um primeiro tempo excelente, a seleção brasileira criou inúmeras oportunidades contra o time de Gareth Southgate e só não saiu na frente antes do intervalo por pecar nas finalizações.

No segundo tempo, o jogo se tornou menos intenso e com menos chances. O diferencial do Brasil, no entanto, foi a entrada de Endrick. Com pouco tempo para fazer diferença, o atacante brasileiro aproveitou o rebote de Vinicius Jr. e marcou seu primeiro gol pela seleção brasileira.

O tento, além de garantir a vitória, quebrou algumas marcas. O atacante se tornou o quarto atleta mais jovem a balançar a rede pelo Brasil e o homem mais jovem a marcar um gol no Wembley. A vitória brasileira também garantiu o primeiro triunfo nacional dentro do estádio após 29 anos.

Já na partida contra a Espanha, o saldo do confronto não foi tão positivo. O jogo foi movimentado, três gols para cada lado, e lotado de polêmicas. Ao todo, foram três pênaltis — dois para a seleção espanhola e um para a brasileira. O time comandado por Luis de la Fuente dominou a primeira etapa e fez dois gols com Rodri, de pênalti, e Dani Olmo, com um golaço. Em uma falha do goleiro Unai Simón, Rodrygo marcou o primeiro tento brasileiro.

Na segunda etapa, o confronto se equilibrou. Endrick entrou no time e marcou o gol de empate. O Brasil ainda perdeu boas chances antes de ver mais um pênalti ser marcado contra a meta do goleiro Bento. Rodri, mais uma vez, colocou a Espanha na frente do placar. Se lançando ao ataque nos últimos minutos, a seleção brasileira encontrou um pênalti no último lance. Paquetá bateu e empatou a partida, que acabou em 3 a 3.

Publicidade

Além da arbitragem do português Antonio Nobre, que foi muito contestada, o confronto marcou a euforia da imprensa, nacional e internacional, com Endrick. O futebol apresentado pela equipe de Dorival Jr. foi criticado, mas a capacidade de reação da seleção ante um grande time foi bastante elogiado.

Apesar do retrospecto positivo contra os finalistas europeus, o Brasil foi incapaz de vencer o Uruguai e foi eliminado nas quartas de final da Copa América 2024. Espanha e Inglaterra fazem a final da Eurocopa no próximo domingo, dia 14 de julho, às 16h (horário de Brasília). O jogo terá transmissão da TV Globo, do SporTV, do Globoplay e da CazéTV. O confronto acontece no Estádio Olímpico de Berlim, na Alemanha.