Publicidade

Flamengo massacra Maringá, faz 8 a 2 com quatro de Pedro e garante vaga nas 8ª da Copa do Brasil

Time rubro-negro não toma conhecimento de adversário paranaense, constrói placar com tranquilidade no Maracanã e se classifica na competição

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O Flamengo conseguiu a virada na Copa do Brasil com uma goleada implacável por 8 a 2 em cima do Maringá, nesta quarta-feira à noite, no Maracanã, diante de 50 mil torcedores pela rodada de volta da terceira fase do torneio nacional. Com isso, o time avançou às oitavas de finais pelo saldo agregado: 8 a 4. Foram quatro gols do atacante Pedro, com Thiago Maia, Gabriel, Gerson e Everton Cebolinha completando o placar.

PUBLICIDADE

Foi uma vingança diante da derrota no Paraná, por 2 a 0. É também um marco para iniciar uma nova fase nesta temporada, marcada por tropeços, mau futebol e pela perda de três títulos importantes: Supercopa do Brasil (Palmeiras), Recopa Sul-Americana (Independiente Del Valle-EQU) e Campeonato Carioca (Fluminense), além da eliminação precoce no Mundial Interclubes.

Desta vez, o Flamengo foi bem escalado, armado no esquema 4-3-3 e com os jogadores demonstrando muita vontade de sair da crise técnica em que o time mergulhou após provocar tantas decepções para a torcida. O meio-campo teve dois volantes - Thiago Maia e Gerson. O meio foi comandado por Éverton Ribeiro, com três atacantes na frente: Gabriel, Pedro e Everton Cebolinha.

Gerson beija escudo do Flamengo em comemoração de gol no Maracanã. Foto: Marcelo Cortes/ CRF

O rubro-negro começou ‘voando’ e abriu o placar aos dois minutos quando Cebolinha cobrou escanteio e a bola sobrou no segundo pau para Thiago Maia, que ajeitou e bateu e forte, aos dois minutos. A festa nas arquibancadas aumentou com o segundo gol, aos 18 minutos. Outro escanteio cobrado por Cebolinha e, desta vez, Pedro subiu no primeiro pau e desviou de cabeça. O Flamengo comandada todas as atuações em campo.

Mantendo a intensidade, o time conseguiu um pênalti aos 27 minutos quando Gerson driblou dois adversários e foi derrubado por Cesinha. Gerson já havia atuado bem na partida do fim de semana pelo Brasileirão. Dois minutos depois, com paradinha, Gabriel fez 3 a 0. Nesta altura, o placar já daria a vaga ao time carioca pelo saldo de gols: 3 a 2. Fora do roteiro, o Maringá diminuiu num lance bizarro, aos 38 minutos. Após escanteio cobrado em curva, a bola tocou no corpo de Fabrício Bruno, na pequena área, e entrou contra: 3 a 1.

Por alguns momentos, alguma expectativa ficou no ar. Mas Gerson marcou aos 48 minutos o quarto gol. Ele recebeu de Ayrton Lucas, invadiu a área pelo lado esquerdo e bateu no alto. Um alívio para o Flamengo ir ao vestiário com ampla vantagem.

A volta foi com a mesma formação e intensidade. Everton Cebolinha puxou contra-ataque, tabelou com Gabriel e, dentro da área, passou pelo goleiro antes de balançar as redes, aos 11 minutos: 5 a 1. Pouco depois, o técnico Jorge Sampaoli começou a descansar seu time tirando Wesley, Thiago Maia e Éverton Ribeiro para as entradas de Marinho, Léo Pereira e Vidal.

Publicidade

O Maringá, porém, assustou ao marcar o segundo gol aos 19 minutos. Bruno Lopes chutou de fora da área, a bola desviou nas costas de Serginho e encobriu o goleiro Santos. A resposta foi imediata com Gerson invadindo a área pelo lado esquerdo e cruzando rasteiro para, na pequena área, Pedro só empurrar para o gol de chapa de pé.

Pedro marcou mais dois gols. Aos 39 minutos, de cabeça, completou a ajeitada de Vidal, após passe de Gabriel. E aos 42, com um chute de chapa após passe milimétrico de Vidal também, dentro da grande área. Fim de jogo e muita festa no Maracanã para este histórico 8 a 2.

OUTROS CLASSIFICADOS

Além do Flamengo, outros sete clubes confirmaram suas presenças nas oitavas de finais, garantindo a premiação de R$ 3,3 milhões. São três paulistas - Santos, Palmeiras e Corinthians; dois mineiros - Atlético e América; e dois nordestinos - Fortaleza e Sport.

No estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS), o Atlético-MG sofreu para garantir sua vaga. Perdia para o Brasil por 1 a 0 até os 43 minutos do segundo tempo, quando Zaracho deixou tudo igual. Depois o jogo se estendeu até os 53 minutos, com o time mineiro todo na defesa. Um empate muito comemorado. O jogo de ida, em Belo Horizonte, já tinha sido equilibrado, com vitória do Atlético por 2 a 1.

PUBLICIDADE

Mais tranquila foi a classificação do América-MG que goleou por 5 a 0 o Nova Iguaçu-RJ, com gols de Mikael, Everaldo, Aloísio (2) e Felipe Azevedo, todos no segundo tempo. Na ida, o América já tinha vencido por 2 a 1.

No Mangueirão, em Belém (PA), o Fortaleza não precisou se esforçar muito para vencer o Águia, de Marabá, por 2 a 0, com gols de Silvio Romero e Vinícius Zanocelo. Na ida, na Arena Castelão, o Tricolor tinha goleado o time paraense por 6 a 1.

Agora campeão pernambucano de 2023, o Sport venceu o Coritiba por 2 a 0 na Ilha do Retiro, em Recife (PE), e se classificou porque na ida, no Paraná, houve empate por 3 a 3. Os gols foram marcados por Ewerthon e Vanderson, um em cada tempo. O time paranaense estreou o técnico Antônio Carlos Zago no lugar do português António Oliveira, mas segue sem vencer.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.