PUBLICIDADE

Análise|Corinthians mostra desequilíbrio, sofre gol no fim e perde para o Ituano no Paulistão

Léo Duarte acerta chute de fora da área no final do segundo tempo para garantir a vitória do time do interior

Atualização:

O Corinthians conheceu sua primeira derrota de 2024 nesta quarta-feira, ao ser derrotado por 1 a 0 pelo Ituano, no Novelli Júnior, em Itu, pela segunda rodada do Paulistão. O revés veio na sequência de um turbilhão de informações que geraram questionamentos sobre a gestão do presidente Augusto Melo. Agora, os corintianos estão com três pontos no Grupo C, empatados com o Red Bull Bragantino, que venceu a Portuguesa por 2 a 1.

PUBLICIDADE

O time comandado por Mano Menezes entrou em campo com a missão de fazer o torcedor esquecer um pouco dos últimos acontecimentos dos bastidores, especialmente a repentina desistência da contratação do lateral-direito Matheuzinho, que, embora ainda vinculado ao Flamengo, estava treinando no CT Joaquim Grava. Depois da vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, na rodada de estreia, Mano chegou a dizer que esperava ter o jogador nesta quarta. No final das contas, o clube anunciou que não contrataria mais o atleta por não concordar com os termos impostos pela diretoria flamenguista.

O treinador corintiano também não contou com o meia Rodrigo Garro, em razão de pendências com o Talleres, da Argentina, que ainda impedem o clube de registrá-lo. O argentino era cotado para ser titular. Sem ele, Mano escalou o time da mesma forma que no jogo passado, com o questionado Matías Rojas na vaga que seria de Garro no meio de campo. O paraguaio não mostrou muita intensidade e cometeu erros, mas teve alguns bons passes para criar raras oportunidades no campo de ataque durante o primeiro tempo.

Havia certa dificuldade para os jogadores, especialmente nas tentativas de bolas longas, em razão do forte vento no Novelli Júnior, como reclamou Raniele no intervalo, mas as limitações foram além disso. Nos momentos em que conseguiu finalizar, o Corinthians não acertou o gol, sem dar trabalho ao goleiro Jefferson Paulino. O mesmo se deu com o Ituano, que não exigiu grandes defesas de Cássio.

O Corinthians foi derrotado pelo Ituano nesta quarta-feira, em Itu. Foto: úlio César Costa/Ag. Paulistã

O segundo tempo começou com Rojas mais participativo, arriscando um chute de fora da área e dando um passe para boa chegada de Yuri Alberto. Depois, diminuiu o ritmo. Ainda criou uma boa oportunidade em cobrança de escanteio para Yuri mandar por cima do gol, antes de ser substituído por Gustavo Mosquito. A primeira defesa mais difícil do jogo, contudo, foi de Cássio, após finalização de Thonny Anderson, por volta dos 15 minutos.

O Corinthians chegou a balançar a rede com Romero, que aproveitou um rebote após finalização de Yuri para colocar na rede, mas o gol foi anulado porque o paraguaio estava em posição irregular. Mano tentou colocar mais velocidade no time com as entradas de Wesley e Gustavo Mosquito, e obteve resposta. Romero passou a se apresentar mais na área e a presença ofensiva aumentou, embora a conclusão das jogadas continuasse sendo um problema.

Marcinho Freitas, técnico do Ituano, apostou na entrada do meia Jean Pyerre, antiga promessa do Grêmio que chegou a abandonar a carreira por causa de um câncer no testículo. O jogador de 25 anos, que não jogou profissionalmente em 2023, ajeitou a bola para Léo Duarte bater de fora da área, aos 41 minutos, para superar Cássio para fazer o gol da vitória.

Publicidade

ITUANO 1 X 0 CORINTHIANS

  • ITUANO - Jefferson Paulino; Léo Duarte, Claudinho, Marcel e Jonathan Silva (Marlon); José Aldo, Yann Rolim (Miqueias), Eduardo Person (Felipe Fonseca) e Thonny Anderson (Jean Pyerre); Pablo *Diogo (João Vialle)* e Salatiel. Técnico: Marcinho Freitas.
  • CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Félix Torres, Caetano (Yago) e Hugo; Maycon (Fausto Vera), Raniele, Matías Rojas (Gustavo Mosquito) e Matheus Araujo , Ángel Romero e Yuri Alberto (Wesley). Técnico: Mano Menezes.
  • GOLS - Léo Duarte, aos 41 minutos do segundo tempo.
  • ÁRBITRO - Matheus Delgado Candançan.
  • CARTÕES AMARELOS - José Aldo, Yann Rolim, Claudinho e Maycon.
  • RENDA - R$ 996.075,00.
  • PÚBLICO - 14.688 torcedores.
  • LOCAL - Novelli Júnior, em Itu (SP).
Análise por Bruno Accorsi
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.