PUBLICIDADE

Publicidade

Na Argentina, Grêmio abre as oitavas de final da Libertadores contra o Godoy Cruz

Barrios diz não se preocupar com estado do campo no local da partida

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A fase de mata-mata da Copa Libertadores, com 16 clubes na briga pelo título, começa nesta terça-feira. Às 19h15 (de Brasília), o Grêmio começa o seu confronto contra o Godoy Cruz, no estádio Malvinas Argentinas, na cidade de Mendoza, na Argentina. Outro favorito, o River Plate, joga mais tarde, às 21h45, contra o Guaraní, em Assunção, no Paraguai.

Tentando amenizar o desgaste físico dos seus jogadores, em uma maratona de jogos em quatro competições diferentes (Libertadores, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Copa da Primeira Liga), o técnico Renato Gaúcho comandou um treinamento leve nesta terça-feira, já em Mendoza.

Grêmio treinou no campo do adversário nesta segunda-feira. Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

PUBLICIDADE

Em clima de adaptação à cidade argentina, o treinador não comandou atividade técnica ou tática. Liderou apenas um rachão, do qual até ele fez parte. O trabalho, que durou menos de uma hora, foi realizado no próprio CT do rival desta terça-feira. Renato Gaúcho aproveitou a atividade para conversar com seus jogadores ao longo do treino.

Dando prioridade à Libertadores, o treinador gremista deu descanso aos seus titulares no último jogo da equipe no Brasileirão. No sábado passado, os reservas foram derrotados pelo Palmeiras por 1 a 0, em São Paulo. Os titulares permanecerem em Porto Alegre, de onde viajaram no domingo para Mendoza.

Em Mendoza, o Grêmio terá o desafio de encarar a torcida contra - cerca de 30 mil pessoas - e o campo ruim, mas nada que preocupe o atacante paraguaio Lucas Barrios. "Joguei aqui a Copa América de 2011, sempre está em um bom estado o campo. Não sei como vai estar, sabemos que é um estádio de Copa do Mundo, sabemos que vão estar 25 ou 30 mil pessoas. Temos que tratar de estar concentrados, a torcida vai empurrar o Godoy Cruz, mas amanhã (terça-feira) não tem nenhuma desculpa, temos que buscar o resultado", disse.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.