PUBLICIDADE

Publicidade

Titulares se recuperam na Vila Belmiro

PUBLICIDADE

Por Agencia Estado
Atualização:

O Santos segue na liderança do Campeonato Brasileiro após 39 rodadas e nessa reta final, a sete partidas do final, não quer ver seus jogadores contundidos ou desgastados com a maratona de partidas. Por isso, os titulares não viajaram para Quito para o jogo desta quarta-feira contra a LDU, pelas quartas-de-final da Copa Sul-Americana, e vão fazer um programa que abrange a recuperação física e os treinamentos, visando a partida de domingo contra o Criciúma. "O objetivo é evitar que a coisa se agrave com um desgaste físico mais intenso e que tenhamos jogadores machucados", disse o preparador físico Antônio Mello, que assumiu a condição de treinador até o retorno de Luxemburgo do Equador. Mello considera a contusão muscular sofrida pelo volante Bóvio na partida contra o Fluminense um reflexo dessa situação de desgaste. "Pela seqüência de jogos e pela forma que ele joga, usando a força muscular o jogo inteiro, poderia ter tido uma contusão bastante grave naquele lance. Mas foi só um estiramento e logo ele estará de volta". Antônio Mello defendeu a idéia de poupar os titulares no jogo pela Sul-Americana. "Quando a carga de trabalho é reduzida e temos uma semana inteira de treinos pela frente, o rendimento aumenta", disse ele, confessando até um pouco de surpresa com "o excelente comportamento físico do grupo que disputou a partida contra o Fluminense com um calor de 38 graus". Ritmo - O volante Fabinho concorda com Mello. "Quando o Santos tem uma semana para trabalhar, a equipe sempre cresce e, nesse mês importantíssimo que estamos entrando, é preciso não acomodar física e tecnicamente e aumentar ainda mais o ritmo". O jogador entende que outros times que estão lutando pelo título podem cair um pouco de produção. "Nós queremos manter o mesmo nível e até aumentar se isso for possível". Destacou também que, depois de quase duas semanas fora de casa, a semana de treinamento em Santos vai ter um bom aspecto emocional. Poupados dessa partida contra a LDU, os jogadores santistas terão de assistir pela TV o trabalho de seus companheiros. O lateral-direito Paulo César não gosta disso. "Ficar sofrendo não dá, mas confio nos companheiros e eles vão sair de lá com uma vitória". O atleta entende que o Santos tem equipe para ganhar o Brasileiro e a Sul-Americana, que está disputando simultaneamente. "Temos de fazer as coisas com consciência e inteligência para vencer as duas competições".

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.