Publicidade

Grandes nomes do esporte querem arrecadar R$ 10 milhões para 33 mil famílias

Bernardinho, Daiane dos Santos, Diego Ribas e Guga são alguns dos atletas envolvidos no projeto

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Grandes nomes do esporte se uniram para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus. Bernardinho, Daiane dos Santos, Diego Ribas, Flávio Canto, Gabriel Medina, Guga Kuerten, Hortência, Lars Grael e Rodrigo Nogueira (Minotauro), lançaram o #vencendojuntos, com a meta inicial de arrecadar R$ 10 milhões para doar cestas básicas e ajudar 33 mil famílias no período de três meses.

"Depois de uma primeira fase concluída com a campanha Ippon no Corona, atendendo 2 mil famílias beneficiadas do Instituto Reação com cestas básicas por três meses, o movimento passa para uma segunda fase, com novo nome, mais embaixadores e o desafio de aumentar significativamente o número de famílias beneficiadas", explica Flávio Canto.

Diego Ribas, do Flamengo Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

PUBLICIDADE

As doações são realizadas no site do projeto: www.vencendojuntos.com.br, por meio de cartão de crédito, boleto ou transferência bancária. Toda a renda arrecada será revertida em cestas básicas para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade. A campanha tem o apoio dos bancos BV e Itaú.

"Vamos todos jogar juntos, unir nossas forças numa única equipe e continuar levando esperança e motivação pra gente vencer essa batalha", diz Guga.

A campanha vai transformar os valores em cartões vale-alimentação. Cada um deles terá o valor de uma cesta básica e poderá programar mais recargas para dois meses. Além das instituições ligadas aos atletas, outras comunidades espalhadas pelo Brasil serão beneficiadas.

A campanha conta com o trabalho voluntário do Instituto Reação, Go4it, Pacto Pelo Esporte, Esporte & Negócio, Valemobi, Stone, Alelo Ticket, Leo Burnett TM, Rede Esporte Pela Mudança Social, Rede Globo, Unesco, Visagio,  Kiron e Trademap.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.