PUBLICIDADE

Publicidade

Após servir no exército ucraniano, Oleksandr Usyk dá revanche para Anthony Joshua

Pugilista esteve por 40 dias no fronte de batalha ucraniano na guerra com a Rússia

PUBLICIDADE

Após servir por 40 dias o exército ucraniano na guerra contra a Rússia e perder dez quilos de massa muscular, o boxeador Oleksandr Usyk concede revanche para o britânico Anthony Joshua, neste sábado em Jeddah, na Arábia Saudita. No primeiro duelo entre os pesos pesados, em setembro do ano passado, a vitória foi do lutador da Ucrânia, por pontos, após 12 assaltos, diante de 70 mil ingleses no estádio do Tottenham, em Londres.

Os dois pugilistas se apresentaram para a pesagem, nesta sexta-feira, com o físico semelhante ao do primeiro confronto. Usyk voltou a pesar 100,5 quilos, enquanto Joshua acusou na balança 110,9 quilos, um quilo e meio a mais que no encontro anterior. A luta vai ter transmissão do DAZN a partir das 14h (horário de Brasília), mas a luta principal tem início previsto para 18h55.

Oleksandr Usyk encaraAnthony Joshua na pesagem para luta deste sábado Foto: AP Photo/Hassan Amma

PUBLICIDADE

A expectativa dos críticos e dos fãs é saber como o físico de Usyk, aos 35 anos, vai reagir após a perda de massa muscular e a retomada do físico em apenas três meses. Joshua, de 32 anos, trocou de treinador e passou a ser orientado pelo renomado Robert Garcia, que cuida também da carreira do brasileiro Esquiva Falcão.

Ao contrário do que ocorreu no primeiro combate, quando os golpes foram trocados na média e longa distância, espera-se que a disputa seja no corpo-a-corpo. Joshua levaria vantagem por possuir mais força nos punhos, mas Usyk sempre se mostrou um estrategista em cima do ringue e capaz de adotar uma tática vitoriosa contra qualquer adversária.

"Você precisa mudar seu estilo e procurar o melhor para enfrentar cada adversário. Tenho de usar meu maior corpo e imprimir o ritmo certo para a luta", disse Joshua, que mede 1,96 metro e possui um cartel de 26 lutas, com 24 vitórias (22 nocautes)e duas derrotas.

"Estou na melhor forma possível. Fizemos tudo certo no treinamento e estou pronto para manter os títulos", disse Usyk, campeão pela Organização Mundial, Associação Mundial e federação Internacional de Boxe. O cinturão da Revista The Ring também estará em jogo. Com 1,90 metro de altura, o ucraniano está invicto, com 19 vitórias, das quais 13 por nocaute.

MEDALHAS DE OURO

Publicidade

Usyk e Joshua são velhos conhecidos. Ambos estiveram na Olimpíada de Londres, em 2012, quando se sagraram campeões olímpicos. O ucraniano ganhou na categoria dos pesados e o britânicos entre os superpesados.

Cada lutador vai receber uma bolsa de US$ 40 milhões e mais uma porcentagem na venda do sistema pay per view nos 190 países onde haverá transmissão ao vivo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.