PUBLICIDADE

Medalhas dos Jogos Olímpicos de Paris-2024 terão pedaços da Torre Eiffel; veja imagens

Lançamento foi realizado nesta quinta-feira, dia 8, pelo Comitê Organizador da Olimpíada, que começa dia 26 de julho

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A pouco mais de cinco meses do início da Olimpíada de Paris-2024, os organizadores do evento revelaram nesta quinta-feira, dia 8, as medalhas que serão entregues aos atletas tanto nos Jogos Olímpicos quanto nos Paralímpicos. A grande novidade da premiação são a inserção de pedaços da Torre Eiffel em cada uma das 5.084 medalhas a serem distribuídas nas duas competições esportivas.

O objetivo do Comitê Organizador de Paris-2024 é conectar os Jogos ao maior símbolo e ponto turístico da capital francesa. “O símbolo absoluto de Paris e da França é a Torre Eiffel. Criamos uma oportunidade para os atletas levarem um pedaço de Paris com eles”, disse Thierry Reboul, diretor criativo do órgão.

Medalhas dos Jogos Olímpicos de Paris-2024 têm pedaços da Torre Eiffel em sua composição. Foto: Reprodução/Comitê Olímpico Paris-2024

As medalhas de ouro, prata e bronze terão um pedaço de ferro na forma hexagonal, pesando 18 gramas cada. O ferro foi retirado das reformas realizadas nas últimas décadas na Torre Eiffel. O material foi armazenado durante anos em local desconhecido e foi apresentado como a grande surpresa das medalhas da Olimpíada deste ano.

A forma hexagonal dos pedaços de ferro é uma referência ao formato da França. Incrustado no centro das medalhas, o ferro ganhou a gravação do logo dos Jogos Olímpicos de Paris-2024. Na parte de trás, cada item exibe a imagem da deusa Nike, que simboliza a vitória, o Estádio Panatenaico de Atenas, onde a Olimpíada moderno foi retomada em 1896, a Acrópole e a própria Torre Eiffel.

Já as medalhas da Paralimpíada têm na parte traseira uma visão diferente da Torre Eiffel, de baixo, com uma mensagem em Braille em referência ao francês Louis Braille. As peças foram projetadas pela joalheria de luxo francesa Chaumet.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.