PUBLICIDADE

Escola em Iowa, nos EUA, é alvo de ataque a tiros no primeiro dia de aula de 2024

Equipes de emergência chegaram à Perry High School por volta de 7h40; polícia diz que muitas pessoas foram baleadas

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

PERRY – A polícia de Perry, no Estado americano de Iowa, investiga um ataque a tiros em uma escola de ensino médio. De acordo com autoridades, muitas pessoas foram baleadas. O suspeito foi encontrado morto, e a polícia suspeita ter sido suicídio. O ataque acontece no primeiro dia de volta às aulas após as férias de fim do ano.

PUBLICIDADE

Além do suspeito, nenhuma morte foi confirmada. Duas vítimas baleadas foram levadas de ambulância para o Centro Médico Metodista de Iowa, na capital Des Moines. O número de vítimas ainda é desconhecido.

As equipes de emergência chegaram à Perry High School, cerca de 40 quilômetros a noroeste de Des Moines. Segundo a imprensa local, relatos dos ataques chegaram por volta de 7h40. Veículos de emergência podiam ser vistos de várias agências.

Polícia atende ocorrência de ataque a tiros em Perry, Iowa, no dia 4 Foto: Andrew Harnik / AP

Poucas pessoas estavam na escola na hora do ataque. A estudante do ensino médio Ava Augustus disse que estava na sala de uma conselheira quando ouviu três tiros. Ela e outras pessoas fizeram uma barricada na porta. “E então ouvimos ‘Ele está para baixo. Pode sair’”, disse Augusto, entre lágrimas. “E eu corro e você pode ver vidro em todos os lugares, sangue no chão. Chego ao meu carro e estão tirando uma menina do auditório que tinha levado um tiro na perna.”

A escola faz parte do Perry Community School District, com 1.785 alunos. Perry tem cerca de 8 mil moradores. A cidade é mais diversa do que Iowa como um todo, com números do censo mostrando que 31% dos residentes são hispânicos, em comparação com menos de 7% para o Estado.

O candidato presidencial republicano Vivek Ramaswamy iniciou seu primeiro evento de campanha do dia em Perry em meio a relatos do tiroteio. O candidato liderou um círculo de oração enquanto os participantes expressavam medo, mas pouca surpresas.

Em Washington, o procurador-geral dos EUA, Merrick Garland, foi informado sobre o ataque a tiros. Agentes do FBI do escritório de Omaha-Des Moines estão ajudando na investigação liderada pela Divisão de Investigação Criminal de Iowa. /AP, NYT

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.