Ministério da Defesa do Uruguai manda prender chefe da Marinha

Motivo, segundo imprensa uruguaia, foi disciplinar, após comentários que não são apropriados ao cargo do contra-almirante

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O Ministério da Defesa do Uruguai ordenou a prisão do Chefe do Estado-Maior da Marinha Nacional, o contra-almirante Gustavo Luciani, por motivos disciplinares, informou o site Subrayado nesta quinta-feira, 15. A decisão, segundo fontes do ministério ouvidas pelo imprensa uruguaia, teria sido tomada após comentários feitos por Luciani que não são apropriados ao seu cargo.

Ministério da Defesa do Uruguai ordena prisão de chefe da Marinha Foto: Reprodução / Ministério da Defesa

Com a sanção, o contra-almirante terá de ficar recluso em determinado local pela quantidade de dias estipulada pelas autoridades. Com 53 anos, Luciani assumiu o cargo no comando da Marinha em junho de 2020 e rapidamente foi promovido a contra-almirante. 

O ministro da Defesa do Uruguai, Javier García, deve comentar sobre o caso ainda nesta quinta. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.