PUBLICIDADE

Robôs já são bartenders na Coreia do Sul e experimentamos um drinque; veja vídeo

Cafeteria BotBotBot é conhecida pelas bebidas e sobremesas preparadas por robôs

PUBLICIDADE

Foto do author Bruna Arimathea
Atualização:

SEUL - Não é difícil encontrar robôs na Coreia do Sul. Em um passeio de uma tarde em alguns pontos de Seul, os dispositivos podem ser vistos no metrô, nos supermercados, no shopping e em restaurantes — seja como auxiliar de atendimento ou até garçom, em alguns casos. Mas uma cafeteria, em particular, é bem conhecida pelo trabalho de um bartender que, claro, é um robô.

Na BotBotBot, a temática fica clara no nome. Localizada no bairro de Seongdong, na zona leste de Seul, o bar tem como proposta unir robôs do futuro e do passado. A ideia é ser um local onde “pessoas e robôs coexistem e se harmonizam uns com os outros”, de acordo com o local.

PUBLICIDADE

Com isso, é possível ser atendido por humanos (e até ter parte do pedido preparado por eles), mas na hora de colocar a mão na massa são os robôs que fazem o serviço. Para preparar uma bebida, por exemplo, o DrinkBot, como é chamado a estrela da casa, controla a quantidade de gelo, prepara as doses e faz a mistura no copo - na visita, pedi uma limonada bem gelada para o calor de 35 graus que fazia no dia.

Após o trabalho, o robô entrega novamente a bebida a um funcionário, que só precisa repassar o pedido para o cliente. Depois do drink, ainda é possível pedir uma sobremesa personalizada e um cafezinho também preparados por outros robôs da casa (no entanto, nem tudo é perfeito: na nossa visita, uma das máquinas estava em manutenção).

Três tipos de robôs são responsáveis pelo menu: o DripBot, barista de café, o DrinkBot, que prepara as bebidas, e o DessertBot, que desenha sobre as sobremesas. Para os drinks, os robôs utilizados são da Universal Robots, uma empresa dinamarquesa que desenvolve dispositivos industriais.

Robô bartender do café botbotbot na Coreia do Sul  Foto: Botbotbot/Divulgação

O restaurante ainda tem duas áreas para aproveitar as bebidas que remetem a cenários modernos, com amplas telas que simulam cenários e um rooftoop com área externa cheia de mesas e pequenas imagens de robôs.

Os preços, porém, não são muito altos — apesar de incluírem a experiência robótica. A nossa limonada saiu por 5,5 mil Wons sul-coreanos, cerca de R$ 20 reais. Vale a pena a visita.

Publicidade

*a repórter viajou a convite da Samsung

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.