PUBLICIDADE

Apple News+: 'Netflix de jornais e revistas' custará US$ 10 nos EUA

Por US$ 9,99 por mês, usuários terão acesso a 300 publicações diferentes, como 'Time', 'Vogue', 'Esquire' e 'Rolling Stone'

Foto do author Bruno Romani
Por Bruno Romani
Atualização:
O Apple News Plus é uma espécie de Netflix para notícias Foto: Giovanna Wolf/Estadão

A Apple anunciou nesta segunda-feira, 25, a criação do Apple News+, um serviço de assinatura que dará acesso aos usuários a mais de 300 revistas. Por US$ 9,99 por mês, será possível ler publicações como Time, Vogue, People, National Geographic, Popular Science, Billboard, New Yorker, Sports Illustarted, Fortune, Rolling Stone, GQ e Esquire. O serviço de subscrição é um acréscimo ao Apple News, aplicativo gratuito de notícias da empresa, disponível no iPhone. 

PUBLICIDADE

Segundo a empresa, o conteúdo das revistas será adaptado para a interface do iOS no iPhone e no iPad. Um outro recurso mistura o conteúdo de diferentes publicações organizadas por tópicos, como viagem, comida e esportes

Grandes jornais, como New York Times e o Washington Post, ficaram de fora. Há desconfiança entre os donos das publicações da taxa cobrada pela Apple para que tenham suas publicações no serviço – rumores indicam que a Apple ficará com 50% da receita do aplicativo, fatia superior ao que normalmente toma de desenvolvedores de apps (30%). Alguns nomes, porém, foram inclusos no serviço, como o Los Angeles Times e o Wall Street Journal

Por enquanto, o Apple News+ já está disponível para assinaturas nos EUA e no Canadá; no segundo semestre, chegará à Austrália e à Europa. Ainda não há previsão para a chegada ao mercado brasileiro.   

No anúncio do serviço, a Apple afirmou que as informações de leitura do usuário no Apple News serão privadas: nem a empresa nem anunciantes terão acesso aos dados. Portanto, segundo a Apple, os hábitos de leitura dos usuários não serão usados para direcionamentos de publicidade na internet. 

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.