PUBLICIDADE

Startup Gupy faz aquisição da Pulses em 3.ª compra após aporte de US$ 92 milhões

Empresa começa a oferecer serviço de gestão de funcionários, com foco em cultura organizacional

Foto do author Guilherme Guerra
Por Guilherme Guerra
Atualização:

A Gupy, startup de soluções para os departamentos de Recursos Humanos das empresas, anuncia nesta terça-feira, 28, a aquisição da startup Pulses, plataforma de gestão especializada em cultura organizacional. A compra, cujo valor não foi revelado, é a terceira da Gupy, que nos últimos meses adquiriu a rival Kenoby e Niduu após levantar US$ 92 milhões em janeiro de 2022.

PUBLICIDADE

Mais conhecida pela plataforma de recrutamento digital de funcionários, a Gupy afirma que a compra da Pulses vem como uma resposta às demandas do mercado de trabalho, que busca maneiras de tornar os colaboradores mais engajados com a empresa, evitando debandada de talentos, melhorando a eficiência das equipes e aumentando a rentabilidade do negócio.

“Já éramos clientes da Pulses há dois anos e viemos nos aproximando dos fundadores nesse período”, conta Mariana Dias, presidente executiva e cofundadora da Gupy — daí a escolha por adquirir a startup, e não criar um produto similar para concorrer no mercado, o que demandaria tempo. “Foi uma aquisição que partiu do nosso uso do serviço, ao contrário das compras anteriores feitas pela Gupy.”

Foi uma aquisição que partiu do nosso uso do serviço, ao contrário das compras anteriores feitas pela Gupy

Mariana Dias, CEO da Gupy

A Pulses nasceu em 2016, com foco em gestão de pessoas. A startup permite que, por meio de plataforma, líderes façam a gestão das equipes, que podem responder a questionários anônimos. Com os dados, os gestores podem entender o momento dos times e fazer ajustes, procurando manter o engajamento e cultura organizacional. Os números da startup apontam que o serviço pode reduzir em até 24% a debandada de talentos e aumentar a produtividade dos funcionários em 17%.

Por conhecer o produto a fundo antes de realizar a compra, Mariana Dias afirma que a Gupy já sabe onde melhorar a plataforma e que aperfeiçoamentos e novidades devem continuar chegando ao serviço da Pulses. “Ao usar a solução, já tínhamos várias ideias que poderíamos melhorar”, diz a CEO. “Com a aquisição, vamos investir pesado para aumentar tecnologia na Pulses, porque vemos espaço para muito mais inovação.”

Mariana Dias é presidente executiva da Gupy, e Cesar Nanci é CEO da Pulses Foto: Felipe Max/Gupy

Hoje, a Pulses possui mil clientes, que incluem o Grupo Energisa. A ideia da Gupy é integrar o serviço o mais rápido possível às outras soluções da casa, que incluem a plataforma de recrutamento, admissão digital e educação corporativa.

Atualmente, a Gupy possui mais de 3 mil clientes, entre eles médias e grandes empresas, como a operadora Vivo, Unimed, Embraer e as startups Petlove e Loft, entre outros.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.