Aécio descarta mudança de planos no PSDB

Após deixar o governo de Minas para disputar a eleição em outubro, Aécio Neves (PSDB) pretende "submergir" por 30 dias antes de retomar a atividade pública. Depois de reunir o secretariado, ontem, ele disse que no plano nacional estará "absolutamente à disposição" para a campanha do virtual presidenciável tucano, o governador de São Paulo, José Serra.

Eduardo Kattah, O Estadao de S.Paulo

10 de março de 2010 | 00h00

"No momento em que ele construir sua estratégia, o que só ocorrerá no momento após o anúncio da sua candidatura, eu pretendo ser o primeiro dos soldados perfilados ao lado do governador José Serra para disputarmos e vencermos estas eleições", enfatizou, repetindo que não acredita na hipótese de o paulista desistir futuramente da candidatura presidencial.

Para Aécio, "não há qualquer possibilidade de alteração do quadro atual do PSDB" e a estratégia de Serra deve ser respeitada. "Essa outra possibilidade (de ele assumir o posto de presidenciável), aventada por alguns, simplesmente não existe."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.