Aeronáutica suspende buscas a padre desaparecido

Padre Adelir De Carli queria voar por 20 horas usando balões de festa gigantes

Evandro Fadel, Agência Estado

24 de abril de 2008 | 13h36

A Aeronáutica suspendeu o trabalho de buscas ao padre Adelir De Carli, desaparecido desde domingo no litoral de Santa Catarina depois de tentar voar com o auxílio de mil balões de festa, cheios com gás hélio, saindo de Paranaguá, no litoral paranaense. Agora, apenas a Marinha continua oficialmente nas buscas. A Polícia Militar (PM) e o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina vão atender apenas a informações pontuais. Mas a família do padre contratou um avião bimotor para continuar fazendo buscas aéreas.O padre Adelir De Carli levantou vôo com o objetivo de bater um recorde: voar por 20 horas usando balões de festa gigantes. Por isso teria escolhido domingo, dia 20, para começar a viagem. A intenção era realizar o pouso na cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul. Porém, o mau tempo acabou desviando o aventureiro da rota.

Tudo o que sabemos sobre:
padre desaparecidovôo livre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.