Allianz se preocupa com crise do euro, apesar de bons resultados

A Allianz alertou nesta terça-feira que as repercussões da crise da zona do euro poderiam causar tropeços, mesmo depois da empresa, a maior seguradora da Europa ter apresentado um crescimento de 40 por cento nos resultados do primeiro trimestre.

REUTERS

15 Maio 2012 | 15h44

"Esperamos mais choques antes que a situação finalmente se acalme e portanto permanecemos muito cautelosos", disse o diretor financeiro Oliver Baete, em uma teleconferência com jornalistas.

A instabilidade política na Grécia e as perspectivas de que o país pode sair do euro pressionaram para baixo as ações europeias esta semana.

"Nós estamos muito preocupados sobre a situação na Espanha, particularmente com a recapitalização do setor bancário, que precisa ter sucesso", disse Baete.

A Allianz liquidou 77 milhões de euros o valor de sua parcela do Banco Popular, da Espanha, um parceiro da Allianz em gestão de recursos e seguro de vida, no primeiro trimestre.

A Allianz está a caminho de sua meta de ter um lucro operacional de 8,2 bilhões de euros neste ano.

A seguradora confirmou que o lucro operacional trimestral subiu para 2,33 bilhões de euros.

(Por Jonathan Gould)

Mais conteúdo sobre:
FINANCASALLIANZCRISE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.