Anac não acredita em greve na aviação antes do dia 7

A presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Solange Paiva Vieira, afirmou hoje que não acredita que os trabalhadores do setor aéreo entrem em greve antes de 7 de janeiro. "Uma das medidas judiciais impede a greve antes do dia 3, mas outra vale até o dia 7 de janeiro", afirmou.

SILVANA MAUTONE, Agência Estado

23 de dezembro de 2010 | 15h50

Pela manhã, o presidente do Sindicato dos Aeroviários no Estado de São Paulo (Saesp), Reginaldo Alves de Souza, disse à Agência Estado que assembleia realizada no começo desta manhã suspendeu a paralisação prevista para hoje. No entanto, ele afirmou que a mobilização seria reiniciada a partir do dia 3 de janeiro.

A presidente da Anac acrescentou que conversou durante a madrugada com os presidentes das empresas e que eles se mostraram empenhados em fechar um acordo com os trabalhadores ainda esta semana. Nesta madrugada, o Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea) elevou a proposta de reajuste para a categoria de 6,85% para 8%. Os aeronautas (comissários, pilotos e copilotos) reivindicam 15% de aumento e os aeroviários (que atuam no solo, como mecânicos e atendentes que realizam o check-in), 13%.

Tudo o que sabemos sobre:
aeroportovoofuncionáriogreveAnac

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.